Skip to main content

Como escolher hospedagem

É relativamente fácil escolher a hospedagem em cidades conhecidas. Estabelecido o teto máximo de seu orçamento, basta eleger a região que melhor convém segundo os critérios pessoais que cada viajante define. A proximidade do centro da cidade, agitação do bairro, bares, restaurantes, lazer, transporte público e tantos outros motivos podem definir a escolha.

Mas, e quando a escolha envolve um local desconhecido, como escolher a hospedagem?

Tudo isso é relativizado, porém, quando a viagem envolve o desconhecido e por mais que se leia a respeito sempre há um ponto de interrogação que segue à escolha.

Localização:

Por definição, a hospedagem próxima aos principais pontos de visitação é sempre a melhor opção. Estar confortavelmente hospedado a poucos metros da avenida principal, de restaurantes, bares e pontos de interesse é muito bom e poupa preciosas horas com deslocamentos. Mas a principal conveniência, sem dúvida, é que seu quarto estará ali de prontidão, a qualquer hora do dia disposto a oferecer-lhe a sesta, o banheiro limpo, um café quente e a oportunidade de recarregar as baterias, do celular e também as suas. Durante um dia de caminhada, acredite, o intervalo estratégico de meia hora faz diferença. Principalmente com crianças!

Mas tudo tem seu preço. Hotéis situados nas melhores regiões da cidade tendem a ter menos espaço e conforto, nem sempre dispõem de estacionamento e o café da manhã é cobrado à parte (com preços de embrulhar o estômago).

Em hotéis do gênero é difícil achar o espaço para as malas e seus pertences, o elevador nem sempre se faz presente e enfrentar estreitas e angulosas escadas carregado pode ser perigoso (às vezes tenho a impressão de estar carregando um piano). Certa vez nos hospedamos em um quarto quádruplo em Londres onde era impossível se deslocar até o banheiro ou à porta, pela simples razão de as malas ocuparem os corredores.

Algo também comum aos hotéis centrais é o café da manhã cobrado à parte. Todos sabemos: nada melhor do que fazer o desjejum no próprio hotel. Recorrer a bares (ainda que próximos) exige de você estar pronto para sair do hotel, trancar as malas e vestir-se adequadamente para a ocasião (imagine fazer isso no inverno). Além do mais, é provável que após tomar seu agradável café na padaria da esquina você queira voltar ao hotel para escovar os dentes, ir ao banheiro, trocar de roupa e gastar ainda mais seu precioso tempo.

Estacionar o carro é outro inconveniente comum aos hotéis de melhor localização. Cada metro quadrado do centro da cidade é disputado e o estabelecimento não deixará você colocar ali seu carro sem lhe cobrar um bom preço por isso.

Esses três fatores (estacionamento, café da manhã e conforto) têm determinado nossas escolhas recentes e a hospedagem aos arredores das grandes cidades tem sido recorrente, sobretudo porque os preços são quase sempre melhores. Mesmo quando não dispomos de carro alugado, sendo o único critério exigido, nesse caso, a proximidade do transporte público.

Fugir da região central, ademais, leva você a conhecer lugares fantásticos e perceber a rotina do cidadão que faz daquela cidadezinha ou vila seu habitat natural. Na viagem que recentemente fizemos a Chicago nos hospedamos na simpática e charmosa Morton Grove (neste hotel), também no estado americano de Illonis. Além de mais em conta, o hotel estava confortavelmente próximo do Walmart e de vários restaurantes. A distância, cerca de trinta quilômetros até o Centro de Chicago, não foi inconveniente e era vencida em pouco mais de trinta minutos de carro.

Utilizando o site do Booking para escolher hospedagem:

No site de reservas Booking é possível visualizar no mapa os hotéis regionais e que estão fora do círculo principal de seu destino. Rolando a barra de rolagem até mais ou menos o meio da página, no lado esquerdo de sua tela há o recurso mostrar mapa. Clicando ali a lista de hotéis é marcada no mapa, que dará uma boa dimensão de distância até seu ponto de interesse.

Nas minhas pesquisas no Booking aplico filtros de preço e avaliação. A lista de resultados me permite restringir a escolha a seis ou sete hotéis, sobre os quais anoto endereço e faço a leitura dos comentários, no próprio Booking e também no site TripAdvisor. Depois, inserindo o endereço no Google Maps, consulto alguns fatores importantes que definirão minha escolha: segurança, distância até o centro da cidade e transporte público (mesmo quando estamos com carro alugado). Ajuda muito nessa hora navegar pelo google street view e observar as condições das vias locais, a fachada do hotel e também dos arredores.

Batido o martelo, é só ir adiante e concluir a reserva para depois aguardar o e-mail de confirmação.

E não se acanhe em fazer sua reserva pelo banner do Booking ali na coluna da direita do nosso blog, pois este site de reservas é muito prático e seguro, além de possuir hotéis e apartamentos para todos os gostos e gastos. E também porque reservando pelo Mapa na Mão, você contribui com este blog para continuarmos a trazer muitas novidades para você.

Como sei que você gostou destas dicas de como escolher hospedagem, tenho certeza que gostará também de ler este post sobre como alugar apartamentos em Lisboa, que será útil também para aluguel em outros locais e este post do Viajando em 3, 2, 1 sobre como escolher o hotel ideal.

E para planejar sua viagem ou continuar viajando mesmo com a alta do dólar, que tal estas dicas do pessoal do Viaje Comigo?

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre como escolher hospedagem, deixe seu comentário abaixo.

Não fique por fora das novidades e promoções do Mapa na Mão:

  • Entra lá no Facebook, curta nossa página e convide amigos para curtir também: Mapa na Mão
  • Inscreva-se em nosso canal do YouTube: Mapa na Mão
  • Siga nosso Instagram: @mapanamao
  • E inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este link no Booking.

Aluguel de carro: reserve no Rentalcars.

Seguro Viagem: faça o seu aqui.

Olha que legal! Todos os sites acima, Booking, Rentalcar e Real Seguro Viagem, fazem cotações em diversas empresas, garantindo assim, melhores preços e opções para todos os gostos e gastos. E o melhor: reservando seu hotel, alugando seu carro, ou fazendo seu seguro pelo nosso blog, você não paga nada a mais por isso e contribui conosco para continuarmos a trazer novidades para você!

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

Vamos viajar juntos?

Dilamar.

Oi! Tem alguma dúvida, sugestão, dica ou comentário, deixe aqui para nós e viajemos juntos!

%d blogueiros gostam disto: