Skip to main content

Como foi voar com a Aeroméxico

Na nossa última viagem, fomos de Aeroméxico para Chicago, nos Estados Unidos (confira essa viagem que foi maravilhosa aqui). Meu marido super caçador de ofertas comprou passagens em promoção para nós por incríveis R$ 1.085,14 ida e volta cada um com todas as taxas incluídas! E eu falei em reais mesmo, você não leu errado…

Como foi nossa primeira experiência com esta companhia, deixo aqui minha impressão:

COMPRA:

Pesquisando no Kayak (site de buscas), meu esposo encontrou essa promoção e foi até o site da AeroMexico para comprar as passagens. Foi fácil, tranquilo, e não tivemos nenhum problema na compra. Recebemos os vouchers pelo e-mail e a cia aérea honrou todos os detalhes da compra. Não houve atrasos, nem mudanças de horários, por exemplo.

FUNCIONÁRIOS E SERVIÇO:

Os funcionários atenderam bem desde o balcão de check-in até o desembarque e os comissários de bordo foram muito atenciosos. Eu gostei bastante do quesito atendimento. E algo para mim muito importante e que disponibilizaram neste voo, foi um kit com escova e pasta de dente e tapa olhos. Apesar de eu levar sempre minha escova na bolsa, adoro estes kits, principalmente por causa do tapa olhos que ajuda bastante na tarefa desconfortável de dormir em um avião.

AERONAVE:

A aeronave não era das melhores, pois tanto na ida, quanto na volta, voamos em uma aeronave um pouco antiga. Mas apesar disso, era normal, com espaço igual ao de outras, banheiros normais, com voos bem tranquilos. Essa aeronave, na classe econômica, possuía três fileiras com três poltronas cada uma. Optamos pela fileira do meio, pois em voos longos acho mais confortável ter acesso fácil aos corredores e banheiros. Assim, prefiro viajar no corredor. As abas para a cabeça no encosto da poltrona eram confortáveis e tinha apoio para os pés retrátil – você usa se quiser e recomendo usar de vez em quando para mudar a posição das pernas.

REFEIÇÕES:

Eu havia esquecido de requerer antecipadamente refeição para vegetarianos, mas a Aeroméxico, assim como outras empresas aéreas, ofereceram uma opção de jantar com carne e outra sem, o que acho maravilhoso. Assim, de jantar havia duas opções: massa com molho vermelho e queijo, salada, pão e cookies de sobremesa e frango com arroz e batatas. No café da manhã, pão e manteiga, frutas, biscoito, além das bebidas à vontade, como sucos e refrigerante, chá e café.

ENTRETENIMENTO:

Esta parte deixou muito a desejar. Tanto na ida, de Guarulhos ao México, quanto na volta, também do México para Guarulhos, a minha tela não funcionou. Não pude assistir a nenhum filme e percebi que não funcionava as de outros passageiros também. E podes ter certeza, isso não é frescura – em voos longos, às vezes um filme cai bem nas horas em que você perde o sono.

CONCLUSÃO:

Para mim, o mais importante mesmo nisso tudo é o preço. Para viajar, até de jegue iríamos, rssss. Mas claro que todo mundo gosta de um agrado e de conforto. Não foi dos melhores aviões pelos quais voei, mas a poltrona foi confortável, o atendimento muito bom e o kit com escova e pasta de dente e tapa olhos oferecido, foi muito bem utilizado. Só gostaria que corrigissem os problemas nas telas de entretenimento. Espero que você tenha experiências muito agradáveis de voo e torne-as agradáveis também, pois também depende muito de nós fazer ou não uma viagem ir para o rol das inesquecíveis.

Aliás, você já teve alguma experiência agradável, desagradável, exótica, estranha ou assustadora em algum voo? Conta para nós nos comentários!

Bom, e já que estamos conversando sobre voo, vou aproveitar para dar uma dica que percebo que muitos viajantes de primeira não sabem e que é valiosa para melhorar o conforto ao dormir: em voos longos, no encosto da poltrona, há abas laterais que você consegue dobrar e assim, encostar sua cabeça evitando que ela caia para os lados. Olhe na foto que fica mais fácil de entender:

Não fique por fora das novidades e promoções do Mapa na Mão:

  • Entra lá no Facebook, curta nossa página e convide amigos para curtir também: Mapa na Mão
  • Inscreva-se em nosso canal do YouTube: Mapa na Mão
  • Siga nosso Instagram: @mapanamao
  • E inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este link no Booking.

Aluguel de carro: reserve no Rentalcars.

Seguro Viagem: faça o seu aqui. Tem preços ótimos, experiência própria.

Olha que legal! Todos os sites acima, Booking, Rentalcar e Real Seguro Viagem, fazem cotações em diversas empresas, garantindo assim, melhores preços e opções para todos os gostos e gastos. E o melhor: reservando seu hotel, alugando seu carro, ou fazendo seu seguro pelo nosso blog, você não paga nada a mais por isso e contribui conosco para continuarmos a trazer novidades para você!

Se você gostou deste post, tenho certeza que vai adorar saber como ter uma viagem de avião mais agradável, como encontrar passagens promocionais, e o que não fazer em um avião. E do Viajando em 3, 2, 1, que tal saber o que esperar na sua primeira viagem de avião? E você consegue encontrar o seu voo na ferramenta de busca do Viaje Comigo, é só clicar aqui.

Abraço,

 

 

 

 

 

 

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

como é voar na aeroméxico

SalvarSalvar

7 thoughts to “Como foi voar com a Aeroméxico”

  1. Tivemos experiências opostas com a cia!
    Viajei de Aeroméxico em outubro passado para São Francisco e não gostei muito da experiência. Fiz minha compra de passagens pelo Decolar.com. Ao fazer meu check in em São Paulo uma moça muito querida e atenciosa me ajudou, marcou minhas poltronas tanto de ida quanto de volta, e emitiu meus bilhetes até São Francisco (tive uma escala na cidade do México). Chegando no México, passei pela imigração e eu mesma despachei minha mala para minha conexão (lá se faz assim, o que por um lado é bom mas por outro….). Meu voo seguinte atrasou em duas horas (acredito que por condições climáticas) mas me senti desconfortavel por ninguém ter avisado que isso poderia acontecer. Não havia equipe de solo na chegada para orientar os passageiros quanto aos procedimentos – o que vejo com frequência aqui no brasil. Poucas pessoas da companhia falavam inglês (que por mais parecidas que sejam nossos idiomas, me sinto mais confortável com a língua inglesa) no aeroporto – o que vai se tornar problema mais tarde.
    Segui até SF tranquila na minha poltrona cuja tela funcionava e tinha filmes bem recentes para assistir.
    Na minha viagem de volta, em SF, a atendente apenas emitiu meu bilhete até a cidade do México. Quando a perguntei ela disse que era política da empresa e não podia emitir o meu bilhete de conexão. Como estava um pouco emotiva nem me liguei de ir mais a fundo na questão. Foi um voo tranquilo até o México.
    Lá chegando, fiz exatamente a mesma coisa que tinha feito na ida: passado pela imigração e despachado minha mala para a conexão. Subi até o guichê da empresa para emitir meu bilhete até o brasil. Para minha surpresa: o totem não tinha a opção Inglês. Me virei e consegui fazer o processo. Quando ia finalizar o totem se desligou. Pedi por ajuda e tudo o que o encarregado fez foi me mudar de máquina. Tentei na segunda máquina e novamente o totem se desligou. Um medo absurdo tomava conta de mim, pois pelas minhas contas faltava apenas duas horas para meu voo. Pedi auxílio de novo e fui até uma atendente que estava em um guichê, já nervosa. Um brasileiro que seria o próximo a ser atendido me deixou passar na frente dele. Quando a moça apenas me olha e fala rapidamente e em espanhol “seu voo será às 6h da manhã (era para ter sido as 22h) esteja aqui no aeroporto as 4h. Aqui está seu voucher para janta e café da manhã e seu hotel. Pegue o ônibus no andar de baixo” e me despachou.
    Meu mundo desabou nesse momento. Sem entender o que tinha acontecido, sem minha mala, sem aviso prévio NENHUM (depois descobri que outros brasileiros estavam fazendo a mesma rota que eu e eles receberam emails avisando desse atraso), e correndo muito risco de perder meu voo para Florianópolis quando chegasse no Brasil, e sem Wi-Fi para avisar minha família. Sai do guichê sentei no chão no meio do salão do aeroporto e comecei a chorar.
    Para minha sorte, o grupo de brasileiros me acolheu e me ajudou com hotel e “brigou” com a Aeroméxico para tentar nos realocar em próximos voos para nossos destinos finais. Se nao fossem eles, nao sei se eu teria conseguido sozinha me virar nessa situação.
    No fim das contas deu tudo certo (só o voo que era para ter saído às 6h que atrasou mais ainda e saiu perto das 10h).
    A desculpa da companhia era de que a aeronave que faria o trajeto estava aguardando uma peça chegar da China e esta atrasou.
    Só acredito que faltou o pessoal de terra informar melhor os passageiros. Quem me atendeu em SF poderia ter me avisado, ou poderia ter alguém antes das esteiras de bagagem avisando os passageiros com a minha conexão, ou só mais gente que falasse inglês no aeroporto.
    Foi um pouco traumático para mim e não pretendo viajar com a Aeroméxico tão cedo.

    1. Que pena Andrea. No nosso caso, também fizemos conexão na Cidade do México e a imigração por lá é mesmo bem chatinha. Passamos por revista de mala e tivemos que despachá-la em uma esteira também. Porém, no início da viagem de ida e de volta, a Aeroméxico emitiu todos os bilhetes e os voos foram bem pontuais. O único ponto negativo mesmo foi a tela de filmes que não funcionava. Boa sorte da próxima vez!! Abraço.

  2. Acho péssimo quando a telinha da frente não funciona! Mas a refeição parecia boa, adoro refeições de avião hahaha. E hoje em dia ta bem dificil de encontrar voos com esses kits… eu acho super útil, já me salvou várias vezes! E ah, obrigada por sempre indicar o Viajando em 3.. 2.. 1..
    Beijos Michela!

  3. Òtimo Relato! Comprei uma passagem na ultima promoção deles para miami, 1100 reais, um belo preço! Minha conexão é de 2hs em Juarez, será que dá? Fiquei preocupado com os relatos de demora…. tbm estão cobrando uma taxa de 108 reais para marcar os assentos antes do voo, aconteceu com vcs? Mto Obrigado 😀

    1. No nosso voo ainda não tinha esta taxa, marcamos os assentos sem pagar. Parece que está virando moda. A Swiss está fazendo isso, a KLM agora também, a Air France, uma pena. Quanto ao tempo de conexão, acho que dará tudo certo. Eles são chatinhos no México. Fomos sorteados na ida para vasculharem nossa mala. Mas creio que dará tempo sim.

      1. Obrigado pela resposta! 🙂 Deve ser nova mesmo essa cobrança, não vi nenhum relato por aí. Infelizmente mais uma medida caça niquel das empresas! Eu já tinha viajado para LA com a Aeromexico em 2010, era na epoca que os viajantes em conexão eram obrigados a ficar retidos em uma salinha se não tivessem visto mexicano. Fora esse medida que não tinha a ver com eles, achei a cia bem ok, sem reclamações. Abraços.

Oi! Tem alguma dúvida, sugestão, dica ou comentário, deixe aqui para nós e viajemos juntos!

%d blogueiros gostam disto: