Skip to main content

Viajando de avião pela primeira vez

Eu me lembro que ficamos tão perdidos, mas tão perdidos na nossa primeira viagem de avião – e olha que embarcamos em Porto Alegre, ou seja, em um aeroporto pequeno – que julgo importante deixar aqui um passo-a-passo de o que fazer no aeroporto para você criar coragem e começar a planejar agora a sua primeira viagem.

Nossa primeira viagem, ou melhor, as passagens aéreas e o hotel, foram comprados em uma agência porque não sabíamos nada a respeito. Lembro-me que eu não sabia nem o que era voucher (o que essa palavra grega francesa significa afinal?? rsssss). Partiríamos de Porto Alegre para Buenos Aires e lá estaria uma pessoa nos aguardando com aquelas plaquinhas na mão, para nos levar ao hotel. Aliás, acho que foi a primeira e última vez que isso ocorreu, porque a partir de então, fomos criando independência aos poucos e hoje planejamos tudo sozinhos.

Então, vamos ao passo-a-passo?

COMPRA DA PASSAGEM AÉREA:

Caso você faça como nós, ou seja, compre sua passagem direto no site da cia aérea (e aqui mostramos como iniciar uma viagem e aqui, como encontrar passagens promocionais), você receberá por e-mail o temido famoso voucher. Então, voucher nada mais é que o comprovante da compra das passagens, ou da reserva de hotel, ou do carro alugado, por exemplo, que se recebe por e-mail, ou impresso da agência de viagens, caso você faça a sua viagem contratando os serviços de uma.

Sempre levamos esses comprovantes (das passagens aéreas, das reservas de hotéis, reservas de carro) impressos nas nossas viagens, por garantia.

CHECK-IN:

Preste muita atenção ao regulamento da empresa aérea, pois algumas pedem para que se faça o check-in on-line antes do embarque. Nós nunca tivemos este problema, até porque é necessário o check-in no balcão da empresa quando se viaja com crianças. Mas conheço um caso em que o passageiro não fez o pré check-in antes do embarque, e por ter chegado apenas 45 minutos antes do embarque no balcão da cia aérea, perdeu o voo (isso no Perú, em um voo interno). Certa vez também nos pediram para fazer o check-in no totem (aquelas máquinas existentes nos aeroportos no setor de check-in) da cia antes de despacharmos as malas, isso em Madri.

Bom, mas como a maioria das empresas não exige este procedimento antecipado, chegue ao menos 3 horas no aeroporto antes do voo internacional e 2 horas antes do voo nacional. Falei ao menos, porque se o aeroporto for grande, é recomendável chegar um pouco antes, pois poderá haver filas no balcão de check-in e/ou no raio-X e você não quer correr o risco de perder seu voo, não é mesmo? Então, chegando no aeroporto, procure os balcões de atendimento da sua empresa aérea e, munido do voucher e de seus documentos pessoais como RG ou passaporte (este imprescindível para voos internacionais), faça o check-in. O atendente entregará a você os cartões de embarque (confira os nomes dos passageiros, o voo e os assentos) e cuide para que também seja entregue os comprovantes das bagagens despachadas (canhoto da etiqueta colada nas malas), pois caso haja extravio, este é o seu comprovante. Não esqueça dos seus documentos pessoais.

DESPACHO DA BAGAGEM:

Feito o check-in no balcão ou no totem, no mesmo balcão da cia aérea, despache sua bagagem. Serão despachadas todas as suas bagagens que irão no bagageiro do avião. No Brasil, para voos internacionais, você pode despachar até duas malas de 32 kg cada, por pessoa. Nos voo nacionais, até 23 kg por pessoa, mesmo que em mais de uma bagagem, não podendo a soma exceder este valor (isso se chama franquia de bagagem). Porém a ANAC está fazendo uma espécie de consulta pública para alterar estas franquias. Portanto, provavelmente as regras irão mudar a partir do ano que vem. Fique atento.

Cada pessoa também pode levar consigo uma bagagem de mão, geralmente de até 5 kg. Aconselho ver as regras no site da empresa, pois algumas exigem que o tamanho da mala de bordo esteja de acordo com as medidas apresentadas no site.

Logo faremos um post bem completo sobre bagagens: o que pode e o que não pode ser levado. Aguarde!

ENTRADA NO SETOR DE EMBARQUE:

Check-in feito e bagagens despachadas, procure o portão de embarque mencionado no cartão, ou indicado pela atendente. No Brasil, constantemente há trocas de portão. Fique atento e confira antes do embarque nas TVs que indicam os pousos e decolagens, o portão de embarque (gate em inglês) equivalente ao seu voo. Certo do seu portão, procure-o no aeroporto e inicie os procedimentos de embarque, com as passagens e documentos em mãos. Você irá passar por um raio-X. Neste local você deve tirar tudo que tenha metal, bem como casacos, cachecóis, celulares, eletrônicos e às vezes até o calçado, colocando tudo isso na esteira do raio-X. Se você estiver levando notebook ou tablet dentro de alguma bolsa, ou mala de mão, tire-os para fora e coloque-os nas bandejas existentes nas esteiras.

Não leve recipientes com mais de 100 ml de líquido, como uma garrafa de água cheia, por exemplo, pois não são permitidos líquidos nas bagagens de mão. No post sobre bagagens explicaremos melhor.

Colocados os objetos na esteira, passe pelo detector de metais – uma espécie de porta, ou melhor, somente o marco da porta, rssss.

Do outro lado, caso não apite, pegues seus pertences e continue andando. Caso apite, o atendente provavelmente irá mandar você voltar para passar novamente no detector ou irá revistar você.

NO SETOR DE EMBARQUE:

Se o aeroporto for grande e seu voo já estiver próximo, não se perca pelas luzes e brilhos das lojas: vá já procurar seu portão que pode estar bem longe ainda. Encontrado-o e com tempo disponível antes do seu embarque, aí sim você pode se deliciar nos restaurantes ou lanchonetes e nas lojas tentadoras deste setor. Mas não esqueça de voltar a tempo para o portão um pouco antes do início do embarque, pois acho que você não vai querer ouvir seu nome nos auto-falantes, rsssssss.

EMBARQUE:

Em voos internacionais, geralmente a empresa aérea divide o embarque em filas de acordo com os números dos assentos, sempre dando prioridade para idosos, gestantes, deficientes e pessoas com crianças pequenas, bem como para passageiros da primeira classe e classe executiva. Faça o embarque com as passagens e documentos em mãos. Dentro do avião, que tal estas regrinhas básicas de convivência?

DESEMBARQUE – IMIGRAÇÃO:

Avião em solo no seu destino, hora do desembarque. Siga o fluxo dos passageiros até chegar na imigração, no caso de voo internacional. Pegue a fila e aguarde a sua vez. Chegando perto dos guichês, já aguarde com o passaporte em mãos. No guichê, responda às questões do agente objetivamente, com seriedade e honestidade. As perguntas mais frequentes são: qual o motivo da viagem, quantos dias você ficará no país, se é sua primeira vez por lá, se você tem algum parente ou amigo morando no país, qual sua profissão, entre outras. Fique tranquilo e após o carimbo no passaporte e a sua liberação, procure o local para retirar as bagagens.

No caso de voo doméstico, ao desembarcar do avião, vá direto para o setor de retirada de bagagem ou para a saída se você não despachou nenhum mala.

RETIRADA DE BAGAGEM OU BAGGAGE CLAIM EM INGLÊS:

Este é aquele lugar cheio de esteiras onde as malas são colocadas. Geralmente no momento do pouso, os comissários avisam o número da esteira. Caso não tenham avisado ou você não tenha ouvido, procure nas TVs a indicação da esteira relativa ao seu voo. Aguarde suas bagagens e retire-as com cuidado, sempre certificando-se de que são as suas mesmo. Já aproveite para ver se a bagagem está inteira, com o zíper fechado e cadeado no lugar, pois este é o melhor lugar para reclamações, caso tenha havido algum furto ou avaria.

SAÍDA:

Bagagens em mãos, procure as placas de saída (exit em inglês). Se você tiver contratado um serviço de traslado até o hotel, logo na saída do local de retirada das bagagens, você verá muitas pessoas com placas nas mãos. Procure a placa com seu nome ou sobrenome e siga o motorista. Caso você tenha alugado um carro, procure o setor onde ficam as empresas de locação para retirá-lo. E se você irá para o hotel de transporte público, como ônibus, metrô ou trem, procure também a saída para estes locais.

CONEXÃO:

Muitos voos possuem conexão, ou seja, você terá de desembarcar em algum lugar ou em mais de um antes do seu destino final. Neste caso, lá no check-in no início da sua viagem, certifique-se que o atendente já tenha entregue a você as passagens até o seu destino final e pergunte sobre as bagagens – se é necessário retirá-las durante a conexão ou somente no destino final. Por exemplo: em um voo de São Paulo para Nova Iorque, com conexão no México, veja se você já retirou no início tanto a passagem de São Paulo para o México, quanto a do México para Nova Iorque e pergunte se sua bagagem irá direto para Nova Iorque, sem necessidade de retirá-la no México.

Em solo, geralmente a empresa aérea disponibiliza funcionários no desembarque para auxiliar os passageiros de voo em conexão. Se você já possui as passagens, procure o portão de embarque. Se não, o local para a impressão da nova passagem.

No retorno ao Brasil de voos internacionais, por causa da alfândega, as malas devem ser retiradas na primeira cidade onde você pousará. Assim, por exemplo, se você pousar primeiro em Guarulhos para depois pegar outro voo para Florianópolis, retire suas bagagens em Guarulhos e despache-as novamente no balcão da empresa aérea para Florianópolis, e boa viagem!

Espero que com essas dicas você tome coragem e comece já a planejar sua próxima viagem de maneira independente. Nós podemos ajudar da seguinte forma:

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este link no Booking.

Aluguel de carro: reserve no Rentalcars.

Seguro Viagem: faça o seu aqui.

Olha que legal! Todos os sites acima, Booking, Rentalcar e Real Seguro Viagem, fazem cotações em diversas empresas, garantindo assim, melhores preços e opções para todos os gostos e gastos. E o melhor: reservando seu hotel, alugando seu carro, ou fazendo seu seguro pelo nosso blog, você não paga nada a mais por isso e contribui conosco para continuarmos a trazer novidades para você!

Para não perder todas as novidades do blog, nem as promoções que pretendemos divulgar, não deixe de se inscrever ali na coluna da direita, onde está escrito ASSINE NOSSO BLOG, de curtir nossa página no Facebook  e nos seguir no Instagram.

Se gostou deste post, aposto que você também irá gostar de ler este post de como escolher hospedagem, este de como ter uma viagem de avião mais confortável e este de como preparar suas malas para uma viagem de inverno. E que tal estas dicas de como comprar passagens de avião de casa do Viajando em 3, 2, 1? E estes pequenos cuidados nos aeroportos que o pessoal do Viaje Comigo nos apresenta?

E não deixe de conhecer as seções do blog lá no cabeçalho como a Viajante de primeira, a Economize e a Dica mão de vaca, além da Lugares, com locais lindos por onde já andamos.

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

Abraço,

Michela.

Oi! Tem alguma dúvida, sugestão, dica ou comentário, deixe aqui para nós e viajemos juntos!

%d blogueiros gostam disto: