Skip to main content

O que fazer em Bruges, Bélgica – roteiro de 1 dia

Bruges foi capital do comércio da Europa no início do Renascimento, e nesta época possuía mais habitantes do que Londres, por exemplo. Hoje, esta adorável e linda cidade tem seu centro histórico declarado como patrimônio histórico da humanidade pela UNESCO. Acertamos em reservar um dia da nossa viagem pela Bélgica para conhecer esta delícia de lugar. Amei demais! E aqui trago dicas de o que fazer em Bruges em 1 dia.

Bem, um dia é suficiente para conhecer os principais pontos turísticos de Bruges, mas se você prefere curti-la bem, pense em dormir uma noite lá. Eu prefiro um ponto de parada, pois penso que cansa menos. Foi o que fizemos. Ficamos 3 dias em Bruxelas, e neste post você pode conferir tudo sobre os principais pontos de interesse de lá, e tiramos um destes dias para ir a Bruges, fazendo, assim, um bate-e-volta.

No site www.belgianrail.be, compramos os tickets de trem ainda no Brasil, da estação Gare Bruxelas Mid para Bruges, pois nosso hotel ficava bem ao lado daquela estação (confira aqui onde nos hospedamos), e no dia previamente estabelecido, nos dirigimos cedo para a estação para aproveitar bem Bruges. O trem leva uns 50 minutos e sai em horários estabelecidos (confira no site e escolha seu horário de ida e de volta, lembrando que com o ticket você pode entrar em qualquer horário disponível). Você ainda pode comprar as passagens na hora na estação, pois há vários trens durante o dia e não faltam lugares, ao menos na baixa temporada. Mas cuide para não pegar trens com duração de duas horas, pois param em vários lugares durante o trajeto.

Vamos ao roteiro?

O que fazer em Bruges em 1 dia:

Minnewater Park:

Ao chegar na estação de trem de Bruges, pegue a saída para o Centro (centrun) e caminhe até o Minnewater Park. Este é um belo parque arborizado, com lindas construções nas proximidades, gostosas trilhas por entre as árvores e linda vista do canal.

Begjinhof:

Do Minnewater Park, caminhe até o Begjinhof, ou Beguinaria, que é um agrupamento de casas usadas pelas Beguinas, beatas da igreja Católica Romana. Atualmente as irmãs Beneditinas ocupam o lugar.

Neste local há graciosas construções envoltas por um muro de proteção.

Igreja de Nossa Senhora:

Caminhamos do Begjinhof até a Igreja de Nossa Senhora, que fica fácil de encontrar por possuir a segunda torre mais alta da Bélgica, perdendo apenas para uma igreja da Antuérpia.

Não chegamos a entrar, mas sua arquitetura externa é de encher os olhos. Tente entrar. A estátua Madona e a Criança, de Michelangelo, se encontra no interior da igreja.


Hospital Medieval de São João (
Memling in Sint-Jan):

Bem ao lado da Igreja de Nossa Senhora, fica o antigo  Hospital Medieval de São João, hoje transformado em museu. É uma linda construção medieval que vale a apreciação e belas fotos. Acabamos não entrando no museu, mas caso agrade, aproveite e entre.

Grote Market ou Market Place:

Grote Market é a principal praça da cidade. É incrivelmente linda. Rodeada por construções maravilhosas, deixe o tempo passar apreciando cada detalhe destas obras de arte arquitetônicas. Eu amei especialmente as construções da foto abaixo. Você verá muito deste estilo nos souvenirs na Bélgica.

Escolhemos a quarta-feira para ir a Bruges, pois nesta praça, até às 13h, funciona uma feira livre onde se encontram frutas e legumes, flores, chocolate, queijo, frango assado e outros lanches, doces e waffles, enfim, aproveitamos para comprar frutas e caminhar por ela para conhecer. Você pode garantir seu almoço ali mesmo e evitar pagar mais caro em restaurantes. Uma coxa com sobrecoxa de frango custa 3,50 euros, por exemplo.

Torre Belfort:

Ainda na Grote Market fica a Torre Belfort, uma imponente construção com um campanário de onde se ouvem belos sons de sinos durante todo o dia. Subimos na torre para apreciarmos a linda vista da cidade lá de cima. Cada um dos 366 degraus valeram a pena. A entrada custa 10 euros o adulto e 8 euros para menores de 26 anos e maiores de 60.

Burg Square:

Burg é outra praça da cidade, onde fica a prefeitura, grudada da Grote Market, ou Market Place. Também com lindas construções – uma especialmente uma graça com seus ricos detalhes em dourado (foto abaixo) – porém menor que a Grote Market. Após passar um portal em forma de arco neste prédio que mencionei, dobrando à direita após o rio, há um local de saída de passeio de barco pelos canais de Bruges. Agora, pausa para o choro… não fizemos este passeio porque não estava funcionando. Acho que devido ao frio ou será a maldição da baixa temporada? Não sabe o que é isso? Então não deixe de ler aqui.

Enfim, Bruges é destas cidades que adoro por permitir que se faça tudo à pé. Além dos pontos citados, caminhe sem pressa ao som dos sinos do campanário, aprecie os canais que circulam a cidade, se derreta com as vitrines de doces e chocolates que são uma delícia, sorria ao ver os cisnes e patos nadando nos rios, entre nas lojas para comprar ou só olhar mesmo, aproveite cada minuto, afinal, não é todo dia que se está num lugar que mais parece ter saído de algum livro de conto de fadas.

Onde nos hospedamos:

Neste post contei todos os detalhes do hotel onde nos hospedamos em Bruxelas pelas 4 noites que por lá ficamos. Escolhemos ficar lá e fazer um bate-e-volta até Bruges. Foi uma ótima escolha. Aqui você consegue conferir as tarifas e também reservar este hotel.

Vai passar pelo Aeroporto de Guarulhos e não quer pagar uma fortuna por um lanche ou refeição? Nós descobrimos o lugar mais barato para comer lá. Dá uma olhada aqui.

Onde se hospedar em Bruges:

Caso não queiras ficar no hotel onde nos hospedamos e do qual falei acima, fizemos uma seleção de hotéis (é só clicar aqui) ordenada pelas principais escolhas do site. Porém, logo no início, antes dos hotéis, podes escolher outros filtros como preço mais baixo primeiro, distância do centro da cidade, estrelas, e outros. Na coluna laranja à esquerda, preencha os campos com a data da entrada e da saída, o número de quartos, de adultos e crianças e clique em pesquisar. Só depois escolha o filtro que mais te agrada. Escolha teu hotel clicando nele e finalize a reserva. Qualquer dúvida, é só mandar nos comentários lá embaixo. Boa estada!

Olha só nosso vlog de lá:

Agora que você já sabe o que fazer em Bruges em 1 dia, está com viagem marcada ou planejada para qualquer lugar e quer ajudar a manter o Mapa na Mão funcionando? É só usar os nossos links para a sua viagem! Você NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO e nós ganhamos uma pequena taxa, ajudando a manter nosso trabalho de pé! 🙂

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este link no Booking.

Aluguel de carro: reserve no Rentalcars.

Seguro Viagem: faça o seu aqui e saiba tudo sobre seguro neste post.

Câmbio (compra de moeda): esta é uma novidade do blog. Através deste link, você pode encontrar a melhor cotação para a compra de moeda estrangeira. Confira!

E não fique por fora das novidades e promoções do Mapa na Mão:

  • Entra lá no Facebook, curta nossa página e convide amigos para curtir também: Mapa na Mão
  • Inscreva-se em nosso canal do YouTube: Mapa na Mão
  • Siga nosso Instagram: @mapanamao
  • E inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

o que fazer em bruges

29 thoughts to “O que fazer em Bruges, Bélgica – roteiro de 1 dia”

  1. Apesar de parecer pequenina, com certeza, eu gostaria de ficar uma ou duas noites nesta cidade linda de morrer! Eu ia passar tantas vezes por essas ruas, ia ficar tanto tempo em contemplação diante de todos esses lugares que você mencionou que esqueceria até que estamos no século XXI. 🙂

    Viajei com vocês através das palavras e das imagens para Bruges e me apaixonei! 🙂 Como justo seria morar, e concordo com você, mas não é possível, aproveitaria o máximo de tempo que pudesse! bjus

  2. Que cidade adorável!!! A arquitetura dela é bem diferente, e parece ter saído direto de um filme <3
    Adorei esse post! Tudo muito bem explicado detalhadamente <3 Se um dia eu for a Bruges quero seguir suas dicas!

  3. Nossa amei seu post, super completo e as fotos estão lindas.
    Fui a Brugge em 2006 e nunca fiz meu review de lá, aliás, nem tenho mais as fotos, quando eu decidir escrever vou pedir suas fotos emprestadas, arrasou.

    1. Olá Maria do Carmo, tudo bem? Acho melhor ires de Amsterdam, já que será um bate e volta, porque para entrar e sair de Londres é mais chatinho, pode ser demorado, porque tem que passar pela imigração, além de ser um pouquinho mais longe. Sinceramente, será bem corrido para ti. Eu escolheria dormir um noite na Bélgica, ou em Bruges mesmo, mas caso queiras fazer um bate e volta, saia bem cedinho de Amsterdam para aproveitar Bruges que é linda também. Boa viagem!

  4. Olá! Adorei esse post, peguei várias dicas. Me ajuda com uma coisa? Comprei a passagem de trem de Bruxelas pra Bruges pelo site que vc indicou, mas o ticket sai como “BRUSSEL ZONE” e sem nenhum horário (apesar de eu ter escolhido o horário exato). Sabe se isso significa que posso embarcar de qualquer estação e em qualquer horário? Obrigada!

    1. Olá Amanda, tudo bem? Desculpe a demora, mas estamos com alguns projetos e numa correria por aqui. Então, você pode embarcar em qualquer horário, pelo que lembramos, mas não arriscaria em embarcar em qualquer estação. Nós embarcamos no local escolhido na hora da compra. Mas como está como Brussel Zone, até poderia ser em qualquer estação, mas não recordamos com certeza. Mas você poderá embarcar em qualquer trem para lá. Boa viagem!!!

Oi! Tem alguma dúvida, sugestão, dica ou comentário, deixe aqui para nós e viajemos juntos!

%d blogueiros gostam disto: