ASSESSORIA DE VIAGENS
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

Como chegar ao Parque Olímpico da Barra da Tijuca

publicado em: 24/07/2016 atualizado em: 24/07/2016

Para chegar ao Parque Olímpico, preciso chegar a uma das linhas especiais do BRT (falo abaixo sobre elas) que me deixarão no Riocentro, no Rio 2, no Morro do Outeiro ou no Terminal Centro Olímpico, ou, pelo menos, à linha 4 do metrô, pois de lá conseguirei ir até o ponto final, Jardim Oceânico, e de lá pegar a linha especial Jardim Oceânico x Terminal Olímpico. A forma mais fácil de chegar até essas linhas é lendo o mapa abaixo, que contém todas as linhas de trem, metrô, BRT e VLT. Se tiveres dificuldade de ler os mapas, sugiro usar o aplicativo Moovit, sobre o qual explico mais abaixo.

Esse mapa é ótimo para ver as conexões entre o BRT, trem, VLT e metrô!

Esse mapa é ótimo para ver as conexões entre o BRT, trem, VLT e metrô! Se estiver ruim de visualizar o nome das estações, clique em cima da imagem e dê zoom na imagem que vai abrir na nova janela.

 

Também podes curtir: 9 motivos para se apaixonar pelo Pão de Açúcar 

Quais são as linhas especiais criadas para as Olimpíadas?

A área ao redor do Parque Olímpico estará fechada para acesso a veículos e não haverá local para estacionar. Ou seja, ou tu chegas lá de táxi, ou alguém te leva de carro, ou chegas de transporte público. Bem em frente ao Parque Olímpico existem alguns pontos de ônibus, mas eles estarão fechados durante os Jogos. Os pontos de ônibus mais próximos do Parque abertos durante os jogos são, portanto, o Rio 2, o Rio Centro, O Centro Olímpico Barra e o Morro do Outeiro. A prefeitura criou 4 linhas especiais de BRT para chegar a essas estações, partindo de diferentes lugares. Essas linhas especiais só podem ser acessadas com o Riocard das Olimpíadas, que explico logo abaixo o que é. Os itinerários dessas linhas são:

– Jardim Oceânico x Terminal Olímpico (Centro Olímpico)

Estações atendidas: Jardim Oceânico, Bosque Marapendi, Barra Shopping e Centro Olímpico (une a linha 4 do metrô ao Parque Olímpico)

Horário de funcionamento do serviço: 24h

Tempo de viagem entre Jardim Oceânico e Centro Olímpico: 20 minutos

– Terminal Paralímpico (Recreio) x Vila Militar – também chamada de Transolímpica

Estações atendidas: Recreio, Olof Palme, Riocentro, Morro do Outeiro, Marechal Fontenelle, Magalhães Bastos e Vila Militar (liga o Terminal Paralímpico a Deodoro, outro local onde acontecerão vários jogos, passando pelo Parque Olímpico da Barra)

Horário de funcionamento do serviço: 24h

Tempo de viagem entre Recreio e Vila Militar: 32 minutos

– Terminal Olímpico (Centro Olímpico) x Vicente de Carvalho

Estações atendidas: Olof Palme, Riocentro, Morro do Outeiro, Madureira-Manacéia e Vicente de Carvalho (liga o Parque Olímpico à Zona Norte e à linha 2 do metrô)

Horário de funcionamento do serviço: 05h às 02h

Tempo de viagem entre Vicente de Carvalho e Olof Palme: 40 min

– Jardim Oceânico x Golfe Olímpico

Estações atendidas: Jardim Oceânico, Bosque Marapendi, Barra Shopping e Golfe Olímpico (atenção: essa linha não chega ao Parque Olímpico! Ela serve a quem vai assistir Golfe, na arena do Golfe).

Horário de funcionamento do serviço: 05h às 18h

Tempo de viagem entre Jardim Oceânico e Golfe Olímpico: 20 minutos

Também podes curtir: Como foram as Olimpíadas

O que é o Moovit?

O Moovit é um aplicativo que ajuda horrores a encontrar quais as melhores linhas para chegar do ponto em que estás ao ponto que queres ir, e que te mostrará como chegar ao Parque Olímpico. É bem fácil de usar: baixe o app no celular (se não quiser baixar pelo celular tudo bem, dá para usar nesse link). No ponto de partida, coloque de onde vais sair. Dá para colocar tanto nome de rua como algum ponto, como algum shopping. E, no ponto de chegada, coloque algum ponto de uma das 3 linhas especiais que chegam ao Parque Olímpico ou um dos pontos da linha 4 do metrô, como a Jardim Oceânico. Dependendo de onde estás no Rio, vai valer mais a pena chegar a uma dessas linhas. Para quem está na Zona Sul (Copacabana, Ipanema, Leblon…) é interessante ir até a linha 4 do metrô. Para quem está pela Zona Norte ou em algum local de fácil acesso da linha 1 ou 2 do metrô, vale a pena ir até a linha Centro Olímpico x Vicente de Carvalho. Já para quem está pela Barra da Tijuca, vale a pena ir direto para a linha Jardim Oceânico x Centro Olímpico. Pois bem, após usar o aplicativo, escolha o melhor caminho de como chegar ao Parque Olímpico, não esquecendo de adicionar o tempo da própria linha especial.

Também podes curtir: 14 dicas de economia em viagens

O que é o Riocard das Olimpíadas?

É um cartão criado para quem quiser acessar as linhas exclusivas criadas para as Olimpíadas. Funciona assim: tu vais até um dos pontos de venda (que podes conferir aqui) e pede o cartão. Para os residentes do estado do Rio de Janeiro, o cartão pode ser pedido pela internet, levando até 5 dias úteis para chegar via Correios (para os residentes de outros estados o prazo expirou no dia 20/07). Podes escolher o número de dias pelos quais o teu cartão será válido: 1, 3 ou 7 dias. Os valores são de 25, 70 e 160 reais, respectivamente. O uso dos dias é consecutivo, então não vale querer usar na segunda, na quarta e na sexta, por exemplo. O uso do(s) dia(s) começa a contar do primeiro momento em que tu usas, então pode comprar hoje para usar amanhã. E uma informação crucial: o cartão não dura 24 horas, mas sim até a meia noite daquele dia em que tu usou! Ou seja, se usei o cartão hoje às 14h, ele não vai valer até às 14h de amanhã, mas sim até a meia-noite de hoje.

O cartão vale para BRT, metrô, trem e ônibus municipal (atenção: nem todos os ônibus que circulam entre os pontos do Rio são municipais, e os executivos – que pelo que pesquisei são chamados de frescão – não estão incluídos). Então vai funcionar como um cartão de transporte público mesmo, dando para usar à vontade em todos esses transportes, fazendo baldeações sem pagar nada a mais por isso. O diferencial dele é que apenas munido do Riocard das Olimpíadas e do ingresso do jogo a que estás indo assistir podes acessar às linhas que atenderão exclusivamente aos locais de jogos, que são as 4 linhas de BRT que mencionei acima, além da linha 4 do metrô e o lote 0 do BRT, que nada mais é do que uma extensão da já existente Linha Transoeste do BRT, extensão essa que funcionará entre o terminal de Alvorada, na Barra da Tijuca, e o terminal Jardim Oceânico (o ponto final da linha 4 do metrô). Então, se fores usar qualquer um desses trechos/linhas, precisa ter em mãos o Riocard das Olimpíadas e o ingresso do jogo.

Também podes curtir: Como trocar pontos da LATAM por passagens aéres?

Ok, então precisa mesmo do Riocard.

Pois é. Pelo que entendi, as linhas normais de ônibus que chegam até pontos dentro do Parque Olímpico da Barra não deixarão de funcionar durante as Olimpíadas – elas apenas desviarão um pouco sua rota, parando em pontos um pouco mais afastados do Parque em relação às linhas especiais. Para quem não se incomoda de andar um pouco a mais, portanto, dá para pegar uma dessas linhas comuns (que não precisam do Riocard para ser acessadas, e sim apenas de um bilhete comum de ônibus) e descer nesses pontos mais próximos. Para não precisar do Riocard, portanto, basta usar o Moovit no mesmo esquema, mas dessa vez colocando como destino final o Parque Olímpico. O próprio aplicativo vai te indicar quais pontos de ônibus não estarão funcionando durante as Olimpíadas, então é só escolher o último ponto antes dos fechados. Para saber se não é muito distante, coloque no Google Maps o nome do ponto e calcule a distância até a entrada do Parque Olímpico. Prontinho! Rota alternativa criada. Então dá, sim, de  fugir do Riocard, mas eu recomendo a compra dele, pois acaba sendo o melhor meio de se locomover por lá.

Nesse exemplo, simulei uma viagem da Arena do Vôlei de Praia, em Copacabana, até o Parque Olímpico. O próprio Moovit me mostra quais pontos não estarão funcionando durante as Olimpíadas. Posso parar na estação anterior, portanto.

Nesse exemplo, simulei como chegar ao Parque Olímpico a partir da Arena do Vôlei de Praia, em Copacabana. O próprio Moovit me mostra quais pontos não estarão funcionando durante as Olimpíadas. Posso parar na estação anterior, portanto – nesse caso a da Avenida Embaixador Abelardo Bueno.

Além disso, existem outras linhas de BRT que também chegarão aos pontos próximos do Parque Olímpico que mencionei lá em cima. São elas:

– Linha Madureira X Alvorada Parador
– Linha Fundão X Alvorada Expresso

Ambas param no ponto Rio2. Para saber por quais pontos essas duas linhas passam, aqui tem um mapa. Nesse mapa estão disponíveis os dois corredores de BRT disponíveis no Rio (as linhas especiais não aparecem destacadas). Nesses dois corredores passam várias linhas, inclusive essas duas que mencionei acima. Como não são linhas especiais, imagino que não seja necessário portar o Riocard.

Vale lembrar, porém, que as linhas especiais terão um horário de funcionamento estendido, além de utilizarem o BRT, que, por ter pista exclusiva, é bem mais rápido. Ao sair de algum jogo à noite, portanto, pode valer bem mais a pena usar as linhas especiais, que com certeza estarão funcionando e não será preciso andar tanto.

Quanto à acessibilidade para cadeirantes, as estações Terminal Centro Olímpico, Morro do Outeiro e Rio 2 são acessíveis. A partir da estação Terminal Centro Olímpico há um serviço de transporte auxiliar acessível.

O que é o BRT e o VLT?

Esses são dois dos tipos de transportes públicos existentes no Rio. O BRT é o ônibus rápido da cidade. Ele possui faixa exclusiva, conseguindo fugir do trânsito. Já o VLT é o Veículo Leve Sobre Trilhos, que começou a circular esse ano e atende ao centro, à Zona Portuária, ao aeroporto Santos Dumont e à rodoviária. Confira um mapa do VLT aqui. O Rio também conta com algumas linhas de metrô, a 1 e 2, de uso geral, cujo mapa está disponível nesse link, e a linha 4, que no momento das Olimpíadas será de uso exclusivo para quem vai aos Jogos. Logo abaixo há o mapa dessa linha. Vale mais a pena, porém, olhar diretamente o mapa que coloquei lá em cima, já que lá há todas essas linhas juntas. Além disso, há também linhas comuns de ônibus e trens. Esses últimos circulam entre 102 estações, ligando a Central do Brasil, bairros das zonas Norte e Oeste e municípios da Baixada Fluminense.

Linha 4 do metrô

Linha 4 do metrô

Também podes curtir: Paraty – Rio de Janeiro

O que é o Parque Olímpico?

É um complexo considerado o coração das Olimpíadas e também é conhecido como Parque Olímpico da Barra da Tijuca. Lá serão disputadas várias modalidades, dentre elas handebol, basquete masculino, ginásticas, natação… Nesse link dá para ver onde cada modalidade será disputada. No link vais observar que nenhuma modalidade diz que será realizada no Parque Olímpico, porque na verdade ele é um complexo que conta com várias arenas. Clicando em cada modalidade, dá para saber se aquela arena fica no Parque Olímpico olhando pelo endereço (Av. Emb. Abelardo Bueno 3.401 – Barra da Tijuca). Se surgir dúvida (algumas modalidades, por exemplo, ocorrem em mais de uma arena), faça login na sua conta e entre nos seus ingressos. Lá terá o endereço da Arena onde será realizado aquele jogo. Outros locais de competição são a Areia de Vôlei de Praia, em Copacabana, o complexo de Deodoro, o Maracanãzinho, dentre outros.

Também podes curtir: Quanto custa viajar para a Europa

Onde se hospedar no Rio de Janeiro:

Fizemos uma seleção de hotéis (é só clicar aqui) ordenada pelas principais escolhas do site. Porém, logo no início, antes dos hotéis, podes escolher outros filtros como preço mais baixo primeiro, distância do centro da cidade, estrelas, e outros. Na coluna laranja à esquerda, preencha os campos com a data da entrada e da saída, o número de quartos, de adultos e crianças e clique em pesquisar. Só depois escolha o filtro que mais te agrada. Escolha teu hotel clicando nele e finalize a reserva. Qualquer dúvida, é só mandar nos comentários lá embaixo. Boa estada!

Se curtiu esse post e ele te ajudou, não deixe de nos acompanhar nas nossas redes sociais! É muito importante para nós e um reconhecimento do nosso trabalho, além de não ficares de fora de nenhuma novidade:

  • Entra lá no Facebook, curta nossa página e convide amigos para curtir também: Mapa na Mão
  • Inscreva-se em nosso canal do YouTube: Mapa na Mão
  • Siga nosso Instagram: @mapanamao
  • E inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG

Nós gostamos de ser econômicos para continuarmos a viajar e gostamos também de te ajudar a economizar nas tuas próximas viagens Por isso disponibilizamos os links de pesquisa abaixo:

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este link no Booking.

Aluguel de carro: reserve no Rentalcars.

Seguro Viagem: faça o seu aqui.

Todos os sites acima, Booking, Rentalcar e Real Seguro Viagem, fazem cotações em diversas empresas, garantindo assim, melhores preços e opções para todos os gostos e gastos. E o melhor: reservando seu hotel, alugando seu carro, ou fazendo seu seguro pelo nosso blog, você não paga nada a mais por isso e contribui conosco para continuarmos a trazer novidades para você!

Espero que tenha te ajudado! Acompanhe a minha viagem pelo Rio nas redes sociais! 😉

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

como-chegar-ao-parque-olímpico-da-barra-da-tijuca

SalvarSalvar

Posts Relacionados

Buscando Curtidas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Michela
Michela
Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 14 anos e sou estudante. Gosto muito de pintar quadros, escrever poemas, ler e, principalmente, viajar. Para mim, o mundo é o meu quintal.

Eu sou a Ester. Tenho 26 anos e sou estudante de medicina. Moro em Floripa, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.