ASSESSORIA DE VIAGENS
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

Confeitaria Colombo: vá com paciência, dinheiro e tempo

publicado em: 14/09/2016 atualizado em: 14/09/2016

Provavelmente já ouviste falar da Confeitaria Colombo. Se já esteve no Rio, as chances de ter ido lá são grandes. Pudera: essa confeitaria figura lado a lado com pontos turísticos famosos do Rio em nível de interesse de quem visita a cidade. Comigo não foi diferente, e mesmo sabendo que pagaria caro e enfrentaria fila, decidi pagar para ver.

O que tinha me encantado desde a primeira vez que ouvi falar da Confeitaria foi o local. Amo o tipo de arquitetura de lá! Ela é inspirada na fase Belle Èpoque carioca, totalmente baseada nos costumes franceses. Ela foi fundada em 1894 por dois imigrantes portugueses, Joaquim Borges de Meireles e Manuel José Lebrão, e entre 1912 e 1918 houve uma reforma no local, sendo instalados os famosos espelhos de cristal trazidos da Antuérpia, na Bélgica. A Confeitaria Colombo já foi eleita um dos cafés mais bonitos do mundo (tô babando com força nessa lista, inclusive).
Cheesecake com coulis de açaí. Não sou muito fã de cheesecake, mas pedi pela curiosidade da calda, hehe. Estava muito bom, recomendo!

Cheesecake com coulis de açaí. Não sou muito fã de cheesecake, mas pedi por curiosidade em relação à calda, hehe. Estava muito bom, recomendo!

 

Pois bem. Hora de explicar o título do post. Como já contei no post sobre as Olimpíadas, a cidade estava lotada – ou seja, havia fila por tudo, e com a Confeitaria Colombo não seria diferente. Não cheguei a marcar o tempo no relógio, mas esperei cerca de uma hora para poder sentar, ficando em pé durante esse tempo todo, sem que houvesse sistema de senhas. Quando sentados, nosso atendimento demorou bastante, até porque parecia que havia muitas mesas para cada garçom. Para conseguimos pagar, mesma situação. Sei que a cidade estava anormalmente lotada, mas já tinha lido que filas por lá são frequentes.
Então, primeira dica: vá em horários alternativos, e entenda que pelo menos um pouco de fila vais pegar. Eu recomendo ir no primeiro horário da manhã, já que os locais turísticos costumam encher apenas no final da manhã (as pessoas costumam acordar tarde, hehe!), e imagino que com a Confeitaria Colombo não seja diferente. Além disso, vários produtos vão acabando durante o dia e não vão sendo repostos, criando uma situação bem chata, então indo pelo manhã tal problema é evitado. Também indo pela manhã estarás descansado e com mais humor para enfrentar alguma fila, hehe. Outro horário que pode ser bom para ir é logo após o horário de almoço, porque depois, por conta do café da tarde, a Confeitaria vai enchendo mais.
Ir com algum dinheiro é algo óbvio. Os preços são salgados, sim, então acho que vale a pena deixar “o dinheiro da Confeitaria Colombo” separado, sabe? Eu fiz isso e valeu a pena, porque não fiquei preocupada com o quanto ia gastar (óbvio que não estava lá ostentando né, haha, mas pude comer feliz). O bom é que vais gastar um dinheiro considerável, mas dependendo do que pedires pode até funcionar como um brunch, dando para empurrar o horário do almoço ou lanche mais para a frente. Nós fomos por volta das 6 horas e não comemos mais nada naquele dia, pois a fome não veio. Então o preço é caro para o que é oferecido, mas dependendo do jeito que enxergas a refeição vale a pena, sabe?
Chocolate quente (eu sou a louca do chocolate quente, hihi) e biscoitos casadinhos. Tudo muito gostoso! E essa louça, que amor!

Chocolate quente (eu sou a louca do chocolate quente, hihi) e biscoitos casadinhos. Tudo muito gostoso! E essa louça, que amor!

O motivo de ires com tempo é: estás ali para curtir. O legal de ficar em cafés é deixar o tempo passar, ficar gastando conversa, escolher com calma o que vai pedir dentre as numerosas opções (amo cardápio grande, haha). O ambiente é lindo, dá para gastar tempo só observando os detalhes. Não deixe de curtir!
VAIS CURTIR LER TAMBÉM: 9 motivos para se apaixonar pelo Pão de Açúcar
Bom, eu só falei de coisas ruins, né? Mas ainda assim eu recomendo muito a ida até o local. A Confeitaria Colombo tem uma história linda, é um marco na cidade e cresceu junto com o Rio. Seu interior é apaixonante e tudo o que comemos era de alta qualidade e bem saboroso. Os defeitos dela fazem com que ela seja tipo aqueles “só turista aceita”, sabem? Mas pelo menos os lanches são de ótima qualidade. E há muitas, muitas comidinhas bem diferentes! Quero voltar lá para experimentar outras coisas, porque fiquei bem curiosa. Boa parte do cardápio foi novidade para mim, e eu amo provar comidinhas novas, então estava bem perdida no meio de tantas opções, haha!
Waffle com Nutella! Esse foi do namorado, não comi isso tudo não, hahaha!

Waffle com Nutella! Esse foi do namorado, não comi isso tudo não, hahaha!

Resumindo: vá, sim, na Confeitaria Colombo. Só não recomendo para quem não vê graça nenhuma em cafés ou não está nem um pouco afim de gastar com isso (apesar de que dá para ir, pedir uma coxinha e ser feliz gastando menos de 10 reais, haha). Pensa que poderia ser pior, poderias estar pagando esse valor para comer em um aeroporto, mas sem todo o encanto da Colombo. Mas vá com paciência, dinheiro e tempo.
VAIS CURTIR LER TAMBÉM: Café 18 do Forte de Copacabana.
CARDÁPIO COMPLETO DA CONFEITARIA (com preços!)
Site da Confeitaria

Onde se hospedar no Rio de Janeiro:

Fizemos uma seleção de hotéis (é só clicar aqui) ordenada pelas principais escolhas do site. Porém, logo no início, antes dos hotéis, podes escolher outros filtros como preço mais baixo primeiro, distância do centro da cidade, estrelas, e outros. Na coluna laranja à esquerda, preencha os campos com a data da entrada e da saída, o número de quartos, de adultos e crianças e clique em pesquisar. Só depois escolha o filtro que mais te agrada. Escolha teu hotel clicando nele e finalize a reserva. Qualquer dúvida, é só mandar nos comentários lá embaixo. Boa estada!

Se curtiu esse post, não deixa de nos acompanhar pelas redes sociais! É muito importante para nós e dessa forma não perdes nenhum post que está por vir, inclusive do Rio, afinal tem muiiito conteúdo de lá!

Instagram

Facebook

E, para não perder nenhum post sobre o Rio, inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG.

Ah, e se decidir ir até o Rio para conferir a Confeitaria Colombo, reserve seu hotel ou apartamento pelo Booking. É um site confiável com opções para todos os gostos e gastos. Seguro Viagem: faça o seu aqui, com um preço ótimo!

E se for alugar carro, reserve pelo nosso blog no Rentalcars, um site que busca os melhores preços dentre várias empresa conhecidas. E o melhor: reservando seu hotel ou alugando seu carro pelo nosso blog, você não paga nada a mais por isso e contribui conosco para continuarmos a trazer novidades para você!

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

confeitaria colombo rio de janeiro

Buscando Curtidas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Michela
Michela
Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 14 anos e sou estudante. Gosto muito de pintar quadros, escrever poemas, ler e, principalmente, viajar. Para mim, o mundo é o meu quintal.

Eu sou a Ester. Tenho 26 anos e sou estudante de medicina. Moro em Floripa, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.