Logo Mapa Na Mão

Mar Morto, Massada e Ein Gedi – incrível dia em Israel

publicado em: 25/02/2020 atualizado em: 26/04/2020

Este é um passeio que merece um dia separado na viagem por Israel. Lugares icônicos, de importância histórica e beleza diferente do que conhecemos por aqui. Vou te contar os detalhes do passeio pelo Mar Morto, por Massada e Ein Gedi. Não deixe de incluir na tua viagem por Israel.

Ah, mas olha só, antes, é preciso ler estas dicas de Israel que escrevi para a viagem perfeita. Deixa aberto aí em outra aba para ajudar no planejamento. É importante.

Também escrevi sobre o que fazer em Tel Aviv. Abre também em outra aba, porque vale a pena incluir a capital em uma viagem para Israel. Eu sei que vais gostar.

E claro, não podia faltar dicas de o que fazer em Jerusalém. Abre e confira depois, pois Jerusalém é imperdível!

Querido leitor – DESCONTO de 10% só aqui no blog:
O seguro viagem não pode faltar na tua viagem, mesmo para as nacionais. Uma doença, um acidente, a perda da mala, o cancelamento do voo, podem estragar as férias. E o seguro não é caro. Por isso, vale a pena.
* Brasil: aproximadamente 5 reais por dia.
* Europa: aproximadamente 20 reais por dia.
** Clique aqui e faça a cotação do seguro, sem custo. Este link já garante 10% de desconto aos leitores do Mapa na Mão.

Antes, quero te convidar a assinar nossa newsletter e receber e-mails atualizados com todas as novidades e promoções do blog. Não quer mais receber? Simples, é só sair da lista a qualquer momento. Deixe seu e-mail no campo abaixo. Não compartilhamos seus dados com ninguém, pode ficar tranquilo.

Mar Morto, Massada e Ein Gedi

Estas atrações são próximas no país. Por isso é interessante separar um dia para passear por lá. E como o Mar Morto fica a 42 km de Jerusalém, é possível fazer um bate-e-volta. Já te conto como chegar e te deixarei outras dicas. Mas primeiro quero falar um pouquinho de cada atração.

Massada

Massada é uma imponente montanha plana no topo, situada bem próxima do Mar Morto. Subindo, dá para ver o lago. É uma fortaleza natural, já que é uma montanha alta em meio ao deserto e com penhascos íngremes.

Inicialmente foi fortaleza do povo judeu, construída pelo grande sacerdote Jônatas. Posteriormente, Herodes reconstruiu e ampliou a fortaleza construindo um palácio na extremidade ocidental.

Com a ocupação romana de Jerusalém em 70 depois de Cristo, os Zelotes, que seria um grupo ou movimento político de Israelitas contrário a esta ocupação, fugiram para Massada. Os romanos foram atrás, construíram uma rampa e destruíram a muralha que existia no local. Para não serem aprisionados, os judeus cometeram suicídio em massa se jogando da fortaleza.

Um local com muita história, além de uma paisagem diferente e muito bonita. Entre 1963 e 1965 houve uma grande campanha arqueológica e Massada passou a receber visitantes. Com certeza eu te digo que vale muito a pena este passeio.

Nascer do sol em Massada

Nós saímos de madrugada de Jerusalém, às 3, porque estávamos de van, para vermos o sol nascer lá de cima da fortaleza. É lindo demais!

A van ficou estacionada no estacionamento perto da bilheteria da eastern entrance, ou entrada oriental, que fica no início da Snake Path, que foi a trilha por nós usada para subir Massada. Neste local há também banheiros. Importante já usar o banheiro ali, antes de iniciar a subida. Compramos os bilhetes de entrada e iniciamos a subida à pé.

Como é a trilha

A Snake Path, que é esta trilha utilizada para subir para ver o nascer do sol, não é leve. No início, é uma estrada um pouco larga e tranquila. Mais do meio para o fim, intercala estrada e degraus. Não é perigosa. É extensa e cansativa. É importante parar de vez em quando para recuperar o fôlego e levar água e algum lanche. Ah, e calçado muito confortável e roupa também. Leve um casaquinho, caso seja época de frio, mas roupa fresca por baixo. Assim, ao esquentar na subida, é só tirar o casaquinho e ficar mais confortável.

Como é lá em cima na fortaleza de Massada

No platô há ruínas das antigas construções. Do palácio, da sinagoga, da igreja bizantina, de cisternas. É um lugar incrível e imperdível, como já falei, heheheh. É porque é mesmo, e estou empolgada. Há também fonte de água. Aproveite para reabastecer a garrafinha. Há pontos de observação, porque a vista lá de cima é incrível! Avista-se o Mar Morto e o deserto. Ah, e há banheiros. Aproveite para ir porque tudo o que sobe, tem que descer, hahahahahah.

Mas para quem não tem condições de subir e descer à pé a montanha enorme de Massada, há um teleférico. Peça informações logo na chegada, na bilheteria.

Show de luzes e som

Ai minha gente, quando peguei o folder com informações na bilheteria, descobri que há um show de luzes e som em Massada. Pensa? Deve ser lindo! Mas ocorre apenas de março a outubro e terças e quintas. Então, não rolou, uma pena. Mas fica a dica.

Valor da entrada em Massada

31 NIS ou 9 dólares por pessoa.

Horário de funcionamento de Massada

  • De abril a setembro: das 8h às 17h
  • De outubro a março: das 8h às 16h

O parque abre uma hora antes do nascer do sol para os que subirão à pé. Verifique o horário do nascer do sol quando tu fores. O parque fecha uma hora antes nas sextas e vésperas de feriados.

Site e e-mail

Site

E-mail: masada.info@npa.org.il

fortaleza massada Israel

Reserva Natural de Ein Gedi (ou En Gedi)

Ein Gedi é um oásis em meio ao deserto da região do Mar Morto. Há cavernas, grutas, nascentes, cachoeira, cânion. Também uma rica diversidade de fauna e flora. Há relatos na Bíblia deste local. Em 1 Samuel 23:29 diz que Davi se escondeu de Saul nas cavernas de Ein Gedi.

Pena que tivemos pouco tempo ali e somente caminhei até a Cachoeira de Davi. Mas há muitas trilhas. Precisamos voltar. Até porque também quero conhecer um Kibbutz e bem ali há um. Kibutz são comunidades israelitas que vivem do que produzem. Também oferecem produtos para venda e até hospedagem para angariarem fundos para todos.

Na entrada de Ein Gedi, antes da bilheteria, um local com mesas, banheiro e lanchonete.

Valor da entrada em Ein Gedi

28 NIS ou 8 dólares

Horário de funcionamento do En Gedi

  • No inverno, das 8h às 16h.
  • No verão, das 8h às 17h

Site

Site

ein gedi israel

Mar Morto

O Mar Morto é o ponto mais baixo em terra seca do planeta. Está a mais de 400 metros abaixo do nível do mar.

Suas águas são muito salgadas e, devido a alta densidade, não deixa com que seus banhistas afundem. Isso é muito legal, hehehe.

Ele, na verdade, é um lago, e não mar. Banha Israel, Cisjordânia e Jordânia.

O maior atrativo mesmo é flutuar por suas águas e lambuzar-se com sua lama terapêutica e riquíssima em minerais.

Onde parar no Mar Morto?

Há alguns lugares na orla do Mar Morto onde é possível parar para um banho. É importante encontrar um local com infraestrutura, pois, por exemplo, é necessária uma ducha de água doce logo após a flutuação.

Nesta última vez estivemos em Kalia Beach e gostei muito do local. Por isso vou indicá-lo aqui.

O Kalia Beach é o ponto mais próximo de Jerusalém.

Infraestrutura do Kalia Beach

No Kalia Beach há restaurante e lanchonete, banheiros e vestiários, duchas e lojas com produtos com propriedades minerais do mar, como sabonetes, cremes, produtos para o rosto, lama, shampoos e condicionadores. Mais próximo ao Mar Morto, cadeiras, tendas para sombras, ducha com água doce e casinha de salva-vidas com relógio.

Eu testei um creme com ouro que olha, deixa a pele muito macia. Só não tive plata para comprar, kkkkkkk. Mas valeu a experiência. Tem tantos minerais que o produto é tirado com ímã e não com água.

Dicas de segurança

  • Não beba a água do Mar Morto, é perigoso.
  • Não mergulhe ou afunde a tua cabeça.
  • Flutue apenas de barriga para cima.
  • Não jogue água nas pessoas ou em ti mesmo.
  • Beba água potável frequentemente.
  • O banho pode ser perigoso para quem tem pressão alta.
  • Saia para uma ducha de água doce com frequência, de preferência a cada 15 minutos.

Valor da entrada no Kalia Beach Mar Morto

  • Adulto: 60 NIS
  • Crianças de 3 a 12 anos, estudantes e idosos: 50 NIS
  • Almoço com a entrada: 100 NIS (adulto) e 90 NIS (criança)
  • Depois de 60 minutos de massagem, entrada livre (só não sei o preço da massagem, hahahah).

Horário

Das 8h às 17h

mar morto israel kalia beach

Como chegar a Massada, ao Mar Morto e em Ein Gedi

Com empresas

Há alguns passeios interessantes até esta região do Mar Morto. Vou te deixar uma listinha para que tu avalies:

Com agência

Nós fomos de van com a Tourist Israel. Esta agência dispõe de muitos passeios por Israel e um destes é o traslado até Massada, Ein Gedi e Mar Morto. O translado custa 59 dólares por pessoa e inclui o transporte de Jerusalém ou Tel Avi e a entrada para o Mar Morto. Não tem guia.

É necessário levar dinheiro para pagar a entrada de Massada e de Ein Gedi.

A agência envia um email com o horário e o local de encontro. O passeio inicia de madrugada, às 3 horas em Jerusalém, e termina por volta das 13 horas.

Este é o passeio. Caso queiras mais informações, é só clicar e verificar.

Fique atento aos horários de encontro que o motorista determina após cada passeio.

De carro próprio

Na outra vez em que estivemos em Israel fomos ao Mar Morto de carro. Acabamos não conhecendo Massada porque não sabíamos. Mas com esse post aqui tu consegues chegar lá de carro e fazer os passeios.

Inicie por Massada para ver o nascer do sol. De Jerusalém leva em torno de 1h30min. Calcule para chegar uma hora antes do nascer do sol na bilheteria, pois ainda há a caminhada até o topo da fortaleza.

De Massada vá até Ein Gedi, que fica a uns 21 km. Por fim, até o Mar Morto, em Kalia Beach, mais 40 km. E de Kalia Beach até Jerusalém são apenas 41 km.

Vais dirigir pela Rota 1 e pela 90.

Da próxima vez pretendo ir de carro para ter mais liberdade de ficar nos locais até o horário em que eu quiser.

O que levar para este passeio

Em Ein Gedi ou em Kalia Beach há lanchonetes e restaurantes para o almoço. Porém, como o passeio inicia muito cedo, leve lanchinhos para matar a fome e dar energia. E leve algo salgado também, pois, a filha, por exemplo, ficou enjoada na subida de Massada e queria comer algo salgado, mas eu não levei, hihihihi. Só tinha doce na mochila. Leve também água.

Vá com roupa e calçado confortável. Leve protetor solar e chapéu, caso seja primavera ou verão.

Roupa de banho e toalha para entrar no Mar Morto.

No mais, disposição e alegria para passar um dia inesquecível pelo Mar Morto, Massada e Eing Gedi, em Israel. Vale muito!

Onde se hospedar

Olha, como Jerusalém e a cidade maior perto desta atração, sugiro dormir lá e fazer um bate-e-volta até a região do Mar Morto. Caso queiras pesquisar hospedagem em Jerusalém, clique no quadrinho laranja abaixo. Use os filtros para facilitar e sempre olhe as notas e comentários dos hóspedes:

Hospedagem em Jerusalém

Mas é também possível se hospedar em Ein Gedi e ser vizinho do Mar Morto. Há opção, inclusive, no Kibutz:

Hospedagem em En Gedi

Viaje por conta própria e economize muito

Planejar a própria viagem é uma forma de ter liberdade e economizar. Além disso, usando os links abaixo, sem custo adicional algum, vais ajudar a manter o Mapa na Mão funcionando. Você NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO e ajuda a manter nosso trabalho de pé!

Hotel ou apartamento: Booking – compare preços e qualidade. Podes ainda fazer reserva com opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in.

Aluguel de carro: Rentcars – os melhores preços em diversas locadoras. Pague em real, sem o IOF. Carros mais baratos alugando com antecedência. Podes parcelar em 12 vezes no cartão ou pagar no boleto com 5% de desconto.

Seguro Viagem: Real – nosso link exclusivo já dá 10% de desconto. Seguros Promoutilize o nosso cupom MAPANAMAO5 e ganhe 5% de desconto. Cote nas duas e escolha o melhor. Por experiência própria, os valores destes dois sites geralmente são melhores que de agências.

Aéreo: Passagens Promo 

Outras informações para reservar tudo sozinho: monte a tua viagem sozinho 

Michela
Michela
Curtidas

5 respostas para “Mar Morto, Massada e Ein Gedi – incrível dia em Israel”

  1. […] só, como estás planejando a tua viagem, vais amar ler e guardar este post que escrevi sobre o Mar Morto, Massada e Ein Gedi, um passeio imperdível em Israel. Aproveite e deixe aberto em outra aba para conferir […]

  2. […] só, como estás planejando a viagem, vais amar ler o que escrevi sobre Massada, Mar Morto e Ein Gedi, um passeio […]

  3. […] escrevi sobre o Mar Morto, Massada e Ein Gedi, lugares imperdíveis e bem próximos de Jerusalém. Abre o post em outra aba para ler depois e te […]

  4. […] um passeio imperdível para quem está em Israel? Mar Morto, Massada e Ein Gedi. Leia aí o que escrevi e te apaixones […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 16 anos e estou no terceiro ano do ensino médio. Gosto muito de ler, desenhar, pesquisar e, é claro, viajar. Quando viajo, procuro sempre conhecer a história do local. Ser fascinada por esse aspecto explica o meu grande sonho: visitar o Egito e conhecer um pouco mais dessa civilização antiga.

Eu sou a Ester. Tenho 28 anos e sou médica. Moro em Florianópolis, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.