Logo Mapa Na Mão

O que fazer em Ouro Preto: mais de 20 atrações incríveis e dicas

publicado em: 06/09/2021 atualizado em: 23/09/2021

Ouro Preto é uma cidade histórica pulsante com muitas atrações. Por isso, saber o que fazer em Ouro Preto é essencial para aproveitar o melhor que a cidade tem a oferecer.

E para te ajudar a montar um roteiro bem legal para a tua viagem, eu listei mais de 20 atrações incríveis na cidade. Aí, dependendo da quantidade de dias que tu terás disponível, dá para conhecer todas ou boa parte delas.

Além disso, deixei aqui no post outras dicas interessantes como onde ficar, onde comer, quando ir e outras. Aproveita e fica aqui comigo até o final. Vamos fazer uma viagem inesquecível!

LEIA TAMBÉM: o que fazer em Tiradentes – mais de 20 atrações imperdíveis!

Mas antes de te dar dicas de o que fazer em Ouro Preto, que tal assinar a nossa newsletter e fazer parte da lista de amigos viajantes recebendo todas as novidades do Mapa na Mão. É só colocar o teu e-mail a seguir:

🌎 SEGURO VIAGEM: querido leitor – DESCONTO de 10% só aqui no blog:
O seguro viagem não pode faltar na tua viagem, mesmo para as nacionais. Uma doença, um acidente, a perda da mala, o cancelamento do voo, podem estragar as férias. E o seguro não é caro. Por isso, vale a pena.
* Brasil: aproximadamente 5 reais por dia.
* Europa: aproximadamente 20 reais por dia.
** Clique aqui e faça a cotação do seguro, sem custo. Este link já garante 10% de desconto aos leitores do Mapa na Mão 🌎

Onde ficar em Ouro Preto

Antes da lista de o que fazer em Ouro Preto, eu preciso te ajudar na escolha de onde ficar. Isso porque ela é uma cidade turística e quanto antes fizeres a reserva, vais conseguir as melhores opções com os melhores preços. Caso tu não tenhas ainda certeza da viagem ou tenha receio que algo dê errado, reserva com a opção de cancelamento grátis. Assim, já vais garantir o melhor e caso não dê certo, é só cancelar.

E sugiro que fiques no centro. Ouro Preto é chatinha para estacionar e muitas das atrações ficam no centro. Nós mesmo, tirando a ida até Mariana, fizemos tudo à pé.

Nós ficamos na Casa do Chá, um charmoso casarão centenário no centro histórico. Clique aqui para ver valores, como é e reservar, se gostar. Eu contei tudo sobre esta pousada aqui neste post de onde ficar em Ouro Preto.

Vou te deixar mais algumas opções abaixo. Mas caso nada disso te agrade, logo após a lista tem o quadrinho laranja com todas as hospedagens por lá. Clique para pesquisar. Caso queiras filtrar por preço mais baixo primeiro, é só fazer essa escolha na parte superior do site. E lembre de olhar as avaliações dos hóspedes antes de bater o martelo:

Hospedagem e Ouro Preto

O que fazer em Ouro Preto

Ouro Preto é grande e com muitas atrações. O centro histórico é maior que as outras cidades históricas mineiras que conheço. É uma cidade vibrante, que mistura um pouco daquele sentimento de se perder no tempo com a agitação. Passado e presente se encontram no mesmo lugar. Amo!

E outra característica cansativa, mas apaixonante, são suas ladeiras. Lembra muito Lisboa, caminhe por lá se imaginando em Portugal. Foi o que fiz.

Eu vou te contar tudo o que fizemos para tu colocar na tua lista de o que fazer em Ouro Preto. Caso disponhas de 3 dias, já vais conseguir fazer tudo. Caso não, tire algo da lista ou conheça as atrações mais rapidinho. Mas sugiro faça tudo sem estresse. Caminhe sem pressa pelas ruelas de pedra. Aproveite para te apaixonar como eu. E verás que ainda dá para aproveitar a cidade muitas vezes. É uma boa desculpa para voltar.

LEIA TAMBÉM: o que fazer em Bichinho MG – 9 atrações incríveis!

Praça Tiradentes – o que fazer em Ouro Preto

Quero começar pela principal praça da cidade, no centro histórico, atração famosa e cartão postal. Por isso, não pode ficar de fora da tua lista de o que fazer em Ouro Preto.

É nesta praça que está a estátua de Tiradentes onde sua cabeça foi pendurada em 1792. Ela fica de costas para a residência oficial do governador na época, talvez de propósito.

E é nesta praça que fica o imponente Museu da Inconfidência e o belo prédio do Museu da Ciência e Técnica da Escola de Minas da UFOP que já foi casa do governador, no lado oposto do Museu da Inconfidência.

Dê uma paradinha para fotos e para apreciar o vai e vem frenético das pessoas por ali. Pare em uma sorveteria no entorno ou em um café e aproveite o clima da praça, sem pressa.

LEIA TAMBÉM: como evitar furto de malas nos aeroportos

museu da ciência e técnica

Acima o Museu da Ciência e Técnica da Escola de Minas da UFOP.

praça tiradentes o que fazer em Ouro Preto

Museu da Inconfidência – o que fazer em Ouro Preto

Confesso que nas duas vezes que fomos a Ouro Preto, não entramos no museu. É que não sou a louca do museu, mas amo apreciar a arquitetura, as praças, o movimento, então, fiquei pela praça mesmo e admirei o Museu da Inconfidência por fora. Ele é lindo.

Mas se tu gostas de museu, no Museu da Inconfidência há objetos e documentos relacionados aos fatos históricos da Inconfidência Mineira. Há no acervo, objetos dos séculos XVIII e XIX, como artigos de decoração, meios de transporte, utensílios de uso, coleção de arte barroca e outras coisas mais. O edifício já funcionou como Casa de Câmara e cadeia.

Ele também é cartão postal da cidade, então, inclua na tua lista de o que fazer em Ouro Preto.

  • Endereço: Praça Tiradentes, 139, Centro.
  • Ingresso: R$ 10 inteira e R$ 5 meia.
  • Horário de funcionamento: terça a quinta, das 10h às 18h (com venda de ingressos até às 17h), sexta das 10h às 20h (com venda de ingressos até às 19h), sábado das 10h às 17h (com venda de ingressos até às 16:30h), domingo das 9h às 14h (com venda de ingressos até às 13:30h).
  • Fechado no dia 1º de janeiro, segunda e terça-feira de Carnaval e no dia 25 de dezembro.

LEIA TAMBÉM: o que vestir no frio intenso em uma viagem

museu da inconfidência

Igreja de São Francisco de Assis

Ela é linda! É considerada por muitos a mais bela igreja mineira. É uma joia do Barroco mineiro. E tu sabias que ela foi eleita uma das 7 maravilhas portuguesas do mundo?

A arquitetura e as esculturas são de Aleijadinho. O altar, tirando as imagens, os púlpitos laterais de pedra sabão, o lavabo da sacristia e outros detalhes foram feitos por ele.

No chão há ainda a marcação no piso de madeira de túmulos onde foram enterradas pessoas que faziam parte da igreja, mas devido a questões sanitárias, os corpos foram posteriormente removidos dali.

Como a Igreja Nossa Senhora da Conceição, onde fica o Museu do Aleijadinho, estava em reforma, havia algumas obras do acervo nesta igreja quando fomos.

  • Endereço: Largo do Coimbra, s/n, Centro.
  • Há taxa de visitação.

LEIA TAMBÉM: 14 dicas de economia em viagens

igreja sao francisco de assis

Feira de Pedra Sabão – o que fazer em Ouro Preto

Eu amo essa feira. Ela fica bem em frente à Igreja de São Francisco de Assis. A pedra sabão é extraída em pedreiras próximas e é muito comum nesta região de Minas. Fui nas duas viagens e não deixo de fora da lista de o que fazer em Ouro Preto.

Os artesãos esculpem peças e ali mesmo na feira é comum vê-los dando toques finais, como pinturas ou talhamentos. É um local legal para comprar lembranças. Há pratos, socadores de tempero, potes, porta trecos, dominós, xadrez, filtro de água e muito mais. Dá para pedir para eles colocarem o nome da pessoa que irá receber a lembrança e/ou da cidade, ou o que tu quiser, heheheh.

Além de comprar, gosto de ver o trabalho dos artesãos.

  • Endereço: Largo do Coimbra, Centro.
  • Horário: das 7h às 19h.

LEIA TAMBÉM: o que fazer em Capitólio

feira de pedra sabão

Rua Direita – o que fazer em Ouro Preto

A Rua Conde de Bobadela é a antiga Rua Direita de Ouro Preto. Eu descobri nesta viagem que as Ruas Direitas nas cidades históricas de Minas eram as primeiras ruas a se formarem na cidade. Aí passei a procurá-las por onde andei, rssss.

Nesta rua há comércio variado. Lojas de souvenirs, de artesanato, de joias, de móveis, de decoração, café, onde compramos chocolates e tomamos um chocolate quente, farmácia, bar. É uma rua bem movimentada e interessante para caminhar e apreciar.

Eu comprei lembranças na loja Raiz Design Rústico com uma simpática vendedora.

LEIA TAMBÉM: passeio de jardineira em Ouro Preto

Rua Direita o que fazer em Ouro Preto

Chafariz dos Contos

Com muita frequência nós passamos em frente a este chafariz e ele me chamou atenção. Também pudera, ele é considerado um dos mais belos da cidade. Então, como vais estar pelo centro mesmo caminhando, inclua ele na tua lista de o que fazer em Ouro Preto.

Foi construído em estilo barroco português e possui uma inscrição latina que significa “Povo que vai beber, louva de boa cheia o Senado, porque tens sede e ele faz cessar a sede.

  • Endereço: Praça Reinaldo Alves de Brito.
chafariz o que fazer em Ouro Preto

Casa de Aleijadinho – o que fazer em Ouro Preto

Caminhando pela Rua da Conceição, nos deparamos com uma casa simpática, onde vi das janelas que as paredes internas eram rústicas, de barro e em cima da porta uma placa: Casa de Aleijadinho.

Resolvemos entrar. Um simpático funcionário nos levou pelos cômodos desta casa mantida por uma entusiasta e empresária que mora ali até os dias de hoje, nesta casa rústica.

  • Endereço: Rua da Conceição, 28.
  • Entrada gratuita.
casa de Aleijadinho

Minas do Palácio Velho

Em Ouro Preto é possível visitar algumas antigas minas de extração de ouro. Eu queria ter ido na Mina do Chico Rei ou na Mina da Passagem, mas um guia nos aconselhou conhecer a do Palácio Velho.

Bem, não posso te contar se as outras são melhores, mas gostei de entrar na mina e ouvir as histórias do guia.

As Minas do Palácio Velho fazem parte do mais antigo complexo de mineração do ouro de Minas Gerais. As histórias são muito interessantes e as curiosidades também.

O chato é o assédio dos guias pelas ruas próximas. Bem, indo com eles até a mina consegues um bom desconto no ingresso, mas achei as abordagens um tanto exageradas.

  • Endereço: Rua Dom Silvério, 159, Antônio Dias.
  • Horário: das 8h às 17h.
  • Ingresso: R$ 40 inteira, R$ 20 meia.
mina do palácio velho
mina de ouro

Mina da Passagem – o que fazer em Ouro Preto

Eu queria muito ter ido a esta mina, mas não deu tempo. Mas quero deixar aqui para ti como sugestão, já que estamos falando de mina. Tem tudo a ver para colocar na lista de o que fazer em Ouro Preto, né?

Então, a Mina da Passagem fica entre Ouro Preto e Mariana e é considerada a maior mina de ouro aberta à visitação do mundo. A descida é feita através de um trolley seguro por cabo de aço.

Há também opção de pacote com mergulho pelas galerias, mas é preciso agendar.

  • Endereço: Rua Eugênio Eduardo Rapallo, 192, Passagem de Mariana.
  • Horário: segunda à sexta, das 09:00 às 16:00 h, sábado, domingo e feriados, das 09:00 às 17:00 h.
  • Valores: adultos R$ 180 e crianças de 6 a 12 anos, R$ 90.

Igreja Nossa Senhora da Conceição

Ela foi construída no início do século XVIII. O projeto e a construção foi realizada pelo pai de Aleijadinho, Manoel Francisco Lisboa. Anexo a ela fica o Museu de Aleijadinho que estava fechado para reformas, quando estivemos lá.

Ela é bonita. Uma pena estar fechada. Mas quando tu for se estiver aberta, aproveite!

  • Endereço: Praça Antônio Dias, s/n.
  • Há taxa de visitação.
  • www.museualeijadinho.com.br
igreja nossa senhora da conceição em Ouro Preto

Igreja Matriz de Santa Efigênia

Esta igreja fica um pouco mais afastada do centro, mas fica a uns 17 minutos da Praça Tiradentes. Caso tenhas tempo, inclua no roteiro. Ela fica no alto e ali próximo há um mirante. Em frente, uma escadaria de onde se tem uma bonita vista da cidade velha.

  • Endereço: Rua Santa Efigênia, s/n.
  • Há uma pequena taxa de visitação.

Igreja Nossa Senhora do Rosário do Homem Preto

Foi construída no século XVIII e é considerada por especialistas como a expressão máxima do barroco colonial mineiro. O seu traçado se assemelha às antigas igrejas romanas. Ela é muito bonita.

Pena que estava fechada, mas tente entrar se estiver aberta.

  • Endereço: Largo do Rosário, s/n.
  • Sem taxa de visitação.
  • Horário: de terça a domingo à tarde.
igreja nossa senhora do rosário

Igreja Nossa Senhora do Pilar

Esta igreja é famosa por conter muito ouro na ornamentação. Inclua ela na tua lista de o que fazer em Ouro Preto. Ela é deslumbrante por dentro, com seu altar onde o dourado impera e por fora, com a elegância onde se encontra no meio de uma pracinha.

Foi inaugurada em 1733. Além de toda a ornamentação do púlpito e dos altares laterais, nas paredes há pinturas que retratam as estações do ano e no teto, cenas do Antigo Testamento e da Santa Ceia.

  • Endereço: Praça Monsenhor João Castilho Barbosa, s/n.
  • Há pagamento de taxa na entrada.
igreja nossa senhora do pilar
igreja nossa senhora do pilar por dentro

Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Estava com os portões fechados, então, só conseguimos ver por fora. E fora há uma placa dizendo que a taxa de visitação é de R$ 3 e o horário de terça a sábado, das 8h30 às 11h10 e domingo das 10h às 15h.

A construção é de 1766. Manoel Francisco Lisboa iniciou o projeto que foi modificado posteriormente por seu filho, Aleijadinho. O acesso principal é muito bonito, porque possui uma grande escadaria. A igreja está em cima de um monte. Aproveite a vista lá de cima, caso a igreja esteja aberta quando tu fores.

Além das obras de arte de Aleijadinho no púlpito e nos altares, destaque para um lustre de prata que pesa aproximadamente 30 kg. E esta é a única igreja da cidade com painéis de azulejos portugueses. Como ela possui obras de artes diferentes, ela é uma das mais imponentes da cidade.

Então, inclua na tua relação de o que fazer em Ouro Preto e tente entrar, beleza?

  • Endereço: Rua Brigadeiro Musqueira, s/n, Centro.
  • Há uma pequena taxa de visitação.
igreja nossa senhora do Carmo

Igreja Nossa Senhora das Mercês e da Misericórdia

Ela fica em um morro perto da Praça Tiradentes. Aproveite para chegar perto do pôr do sol, porque este é o local mais bonito para apreciá-lo.

A construção iniciou em 1773 e há apenas uma torre central, um pouco diferente das muitas igrejas da cidade. E o local, o mirante lateral, a vista, tudo é bonito ali.

  • Endereço: Rua Padre Rolim, s/n.
  • É aberta aos sábados para missa.
igreja nossa senhora das mercês e misericórdia
por do sol em Ouro Preto

Igreja de São Francisco de Paula

Lá da Igreja das Mercês e Misericórdia, a anterior, quando fomos admirar o pôr do sol, avistamos no alto a Igreja de São Francisco de Paula e resolvemos caminhar até lá. É uma subidinha, mas foi legal a caminhada.

A igreja não está bem conservada e estava fechada. Mas fica em um lugar bonito, no alto de um morro. Só cuide para não ir muito tarde, porque achei o local meio ermo.

Ela foi edificada no século XIX e mantém os padrões arquitetônicos das construções do século XVIII. Sua planta possui padrões clássicos com divisão em nave, capela-mor e sacristia. Há nela uma imagem de São Francisco de Paula feita por Aleijadinho.

  • Endereço: Rua São Francisco de Paula, s/n, Centro.
igreja São Francisco de paula
sao francisco de paula

Caminhar pelas ruas e ruelas

Sem dúvida nenhuma, umas das coisas que mais amei fazer e amo fazer em em cidades assim, é caminhar pelas ruas sem pressa. Vale dar uma paradinha para um chocolate quente ou um sorvete. Sentar em um banco para apreciar o caminhar das pessoas, muitos turistas, outros, moradores. Imaginar como era a vida antigamente naquelas ladeiras de casas grudadas. Todos se conheciam, com certeza.

Eu gosto de deixar a imaginação fluir e viajar no tempo. Então, inclua caminhar sem pretensão na lista de o que fazer em Ouro Preto.

Vale a pena instigar os sentidos como o tato, ao tocar nas construções, nas obras de arte, nos artesanatos. A audição ao ouvir a conversa dos cidadãos bem mineirês. O olfato ao sentir os diferentes perfumes e cheiros da rua. A visão, ao perceber cada detalhe desta cidade incrível, desde o chão com suas ruas de pedras que contam muita história, até os detalhes arquitetônicos lá do alto das construções.

Enfim, desfrute, pois estás em uma cidade incrível, que exala história em todos os cantinhos.

Passos da Paixão

Espalhadas pelo centro histórico tu vais ver pequenas capelas construídas nos séculos XVIII e XIX embutidas nas paredes de construções coloniais. Essas capelinhas representam os passos da paixão de Cristo. São abertas durante a Semana Santa para visitação. É uma tradição vinda de Portugal.

capela passos da paixão

Esta capela acima é de Tiradentes, porque acho que esqueci de tirar foto de alguma de Ouro Preto, embora tenha visto mais de uma. Mas são assim, bem similares. Pequenas e graciosas.

Bate-e-volta até Mariana

Desta vez nós tiramos meio dia para conhecer Mariana, uma gracinha de cidade histórica próxima a Ouro Preto. Ela fica a 11 km de distância.

Começamos a caminhada pela Rua Direita, onde fica o Centro de Informações Turísticas. Quero fazer um post com detalhes do passeio para ajudar no teu roteiro.

O mais importante na cidade fica nas quadras próximas a esta rua e o mais gostoso é caminhar. Este centrinho parece ter se perdido no tempo. Caminhe e aproveite.

O que fazer em Ouro Preto – bônus

Agora vou te deixar outras opções de atrações que gostaria de ter visitado, mas não deu tempo. Bem, caso estas te agradem mais, substitua algo da lista acima. Agora, se tens mais tempo na cidade, então aproveita para incluir mais alguns destes itens na lista de o que fazer em Ouro Preto, beleza?

Museu Casa dos Contos

Nós passamos em frente a este casarão bonito algumas vezes, mas não chegamos a entrar. Esta casa foi construída entre 1782 e 1784. Serviu de prisão para alguns dos inconfidentes, foi sede da administração e contabilidade pública da Capitania de Minas Gerais e assim, mudou o seu nome para Casa dos Contos.

Depois ela foi ampliada e incorporou a Casa de Fundição do Ouro e a Casa da Moeda. Quando o Ministério da Fazenda assumiu o imóvel, o transformou em Museu e Centro de Estudos do Ciclo do Ouro. Lá dentro há documentos do ciclo do ouro, da história do estado e do Brasil. Também há exposições da Casa da Moeda do Brasil e do Banco Central, bem como antigo mobiliário.

Ela fica perto do Chafariz dos Contos e da Rua Direita.

  • Endereço: Rua São José, 12, Centro.
  • Horário: de terça a sábado, das 10h às 16h45 e domingos e feriados das 10h às 14h45. Fechado segundas.
  • Entrada gratuita.
museu casa dos contos

Ponte dos Contos

E já que estarás na Casa dos Contos, passe pela Ponte dos Contos, construída sobre o Córrego da Xavier. A planta do projeto veio de Portugal. Aprecie seus arcos de pedra e argamassa na parte de baixo. Na de cima, há esta cruz na foto da Casa dos Contos acima.

  • Endereço: Rua São José, Centro.

Mirante do Morro São Sebastião

O acesso a este morro se dá pela rua ao lado do Observatório Astronômico, atrás da Escola de Minas. Lá de cima é possível ver a Praça Tiradentes e o Bairro Antônio Dias. O tom dourado do início da manhã e do final da tarde abrilhanta ainda mais a visão.

  • Endereço: Ladeira João de Paiva – Morro São Sebastião.

Morro da Forca

Do nosso hotel avistamos o Morro da Forca. O seu Paulo, proprietário da pousada, nos contou a história de lá. Pena que não deu tempo de ir.

Bem, ele fica no centro, próximo à Praça Tiradentes. Para ter acesso tu precisas passar por um portão de ferro antigo e subir uma escadaria de pedras.

Lá de cima é possível avistar parte do centro histórico. Mas a história do lugar é também interessante e sinistra. Ali eram executados os condenados ao enforcamento, pena comum no Brasil no Século XIX.

Caso tenhas tempo, inclua ao menos um dos dois mirantes para uma vista de cima de parte da cidade em tua lista de o que fazer em Ouro Preto.

  • Endereço: Rua Xavier da Veiga, s/n, Centro.

Estação Ferroviária

Passamos por ali de carro e parei para tirar uma foto. Ainda há o antigo casarão que abrigava a estação ferroviária da cidade, vagões nos arredores e um coreto charmoso em frente.

A estação fica próxima à Igreja Nossa Senhora do Pilar, então, estando lá, dá para ir caminhando.

Dentro do casarão fica a Sala de Memórias. Um dos vagões é o Vagão Biblioteca e há ainda o Vagão Sonoro-Ambiental e o Café de Ouro Preto.

Ah, e da estação partem passeios de trem para Mariana.

  • Endereço: Praça Cesário Alvim, s/n, Barra.
  • Horários do passeio de trem: sábados e feriados, das 10h às 14h30. Domingos das 10h às 16h30.
  • Site: www.tremdavale.org
estação ferroviária de Ouro Preto

Museu das Reduções

Achei a ideia tão legal, pena que não deu tempo. Fica no distrito de Amarantina. O acervo é composto de relíquias da arquitetura brasileira reproduzidas em escala reduzida – 1:25. E olha só que legal, os materiais utilizados são os mesmos das edificações originais. E as obras foram feitas por mineiros.

Há 29 réplicas de monumentos de 15 estados do Brasil.

  • Endereço: Rua São Gonçalo, 131, Amarantina
  • Site: www.museudasreducoes.com.br
  • Visite antes o site para verificar se está em funcionamento.

Quantos dias ficar em Ouro Preto

O ideal são ao menos 3 dias. Nós ficamos 3 dias e conseguimos aproveitar a maioria da relação acima de o que fazer em Ouro Preto. Para desfrutar de tudo com mais calma e até conhecer outros pontos interessantes, sugiro 4 ou 5 dias pela cidade. Mas se tens somente 2, tá valendo também. Será necessário tirar algumas atrações da lista.

Onde comer em Ouro Preto

A cidade oferece muitas opções de lugares para comer. No centro histórico há também algumas padarias, onde é possível fazer um lanche da tarde ou da noite de forma econômica. E vou te contar onde comemos por lá com preço bem ok.

  • O Passo Pizza Jazz: eu tinha ouvido falar bem deste local e gostei muito. O ambiente é gostoso e a pizza também, uma delícia. O preço da pizza é comum aos de pizzarias boas. Endereço: Rua São José, 56, Centro.
  • Restaurante Tiradentes: não espere sofisticação, mas o buffet é bem ok, com comida mineira em fogão à lenha e com preço acessível. Só tente chegar cedo porque costuma encher. Fica bem ao lado da Igreja de São Francisco de Assis. Endereço: Rua Amália Bernhaus, 25.
  • Restaurante Tudo a Kilo: buffet simples, mas a quilo, o que é bem interessante quando se busca economizar. Endereço: Rua Diogo de Vasconcelos, 116.

Quando ir a Ouro Preto

Nas duas vezes que estivemos na cidade, fomos no inverno. O clima é bem agradável e não pegamos chuva em nenhum momento, o que é bem interessante para caminhar por aquelas ladeiras. Mas a cidade também estava cheia por ser época de férias. Mas deu para aproveitar numa boa.

De dia é bem gostoso e não calor insuportável e à noite costuma ser friozinho no inverno. Mas vou te deixar um resumo a seguir para tu pensares qual o melhor momento para ti:

  • Meses mais quentes: de setembro a abril.
  • Meses mais frios: de junho a agosto.
  • Meses mais chuvosos: de novembro a março.
  • Meses mais secos: de maio a agosto;
  • Melhor época para visitar Ouro Preto: de maio a agosto.

Então, me conta, gostou desta lista de o que fazer em Ouro Preto e das minhas dicas? Conta aí nos comentários. Tens outras dicas para me deixar? Vou amar saber.

Abraço!

Viaje por conta própria e economize muito

Planejar a própria viagem é uma forma de ter liberdade e economizar. Além disso, usando os links abaixo, sem custo adicional algum, vais ajudar a manter o Mapa na Mão funcionando. Você NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO e ajuda a manter nosso trabalho de pé!

Hotel ou apartamento: Booking – compare preços e qualidade. Podes ainda fazer reserva com opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in.

Aluguel de carro: Rentcars – os melhores preços em diversas locadoras. Pague em real, sem o IOF. Carros mais baratos alugando com antecedência. Podes parcelar em 12 vezes no cartão ou pagar no boleto com 5% de desconto.

Seguro Viagem: Real – nosso link exclusivo já dá 10% de desconto. Seguros Promoutilize o nosso cupom MAPANAMAO5 e ganhe 5% de desconto. Cote nas duas e escolha o melhor. Por experiência própria, os valores destes dois sites geralmente são melhores que de agências.

Aéreo: Passagens Promo 

Outras informações para reservar tudo sozinho: monte a tua viagem sozinho 

Michela
Curtida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 16 anos e estou no terceiro ano do ensino médio. Gosto muito de ler, desenhar, pesquisar e, é claro, viajar. Quando viajo, procuro sempre conhecer a história do local. Ser fascinada por esse aspecto explica o meu grande sonho: visitar o Egito e conhecer um pouco mais dessa civilização antiga.

Eu sou a Ester. Tenho 28 anos e sou médica. Moro em Florianópolis, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.