Logo Mapa Na Mão

O que fazer em Torres: 20 atrações incríveis e muito mais

publicado em: 07/06/2021 atualizado em: 07/06/2021

Torres é a última cidade ao norte do Rio Grande do Sul, fazendo divisa com Santa Catarina. Possui as praias mais bonitas do estado e as únicas falésias rochosas deste tipo do litoral do Brasil. Um destino incrível! Por isso, saber o que fazer em Torres fará toda a diferença para que tu aproveites o melhor deste delicioso lugar e monte o teu roteiro.

E já quero te contar que, apesar de ser uma cidade praiana, não é só isso que tu verás por lá não. Torres tem muitos outros atrativos que vou te mostrar.

E além de te deixar um roteiro de o que fazer em Torres, vou te dar outras dicas como onde ficar, quando ir, onde comer e muito mais. Tenho certeza que a tua viagem será uma delícia! Fica comigo até o final. Vais amar conhecer Torres.

LEIA TAMBÉM: Cânion Itaimbezinho – dicas para um passeio incrível

Querido leitor – DESCONTO de 10% só aqui no blog:
O seguro viagem não pode faltar na tua viagem, mesmo para as nacionais. Uma doença, um acidente, a perda da mala, o cancelamento do voo, podem estragar as férias. E o seguro não é caro. Por isso, vale a pena.
* Brasil: aproximadamente 5 reais por dia.
* Europa: aproximadamente 20 reais por dia.
** Clique aqui e faça a cotação do seguro, sem custo. Este link já garante 10% de desconto aos leitores do Mapa na Mão.

Mas antes de te contar o que fazer em Torres, que tal assinar a nossa newsletter e fazer parte da lista de amigos viajantes recebendo todas as novidades do Mapa na Mão? É só colocar o teu e-mail a seguir:

O que fazer em Torres

Como eu te contei, Torres possui as praias mais bonitas do Rio Grande do Sul. Mas além de conhecê-las e aproveitá-las da melhor forma, eu também vou te mostrar que há outras coisas bem legais para conhecer.

Como moramos a mais ou menos 100 km de Torres, conheço este lugar desde criança e sempre amei passear por lá. O que sempre nos chamou atenção são as falésias. E olha só que legal, são as únicas falésias de rochas de basalto do litoral brasileiro.

E só neste passeio descobri o porquê do nome da cidade e achei também muito legal. É por causa dos penhascos à beira mar chamados de torres. Gostou? Agora vamos às dicas.

LEIA TAMBÉM: 14 dicas de economia em viagens

Onde se hospedar em Torres

Para início de conversa, como em todo lugar turístico, é bom reservar onde ficar com antecedência para evitar surpresas desagradáveis, como falta de vagas ou preços exorbitantes.

Nós ficamos no Guarita Park Hotel e contei tudo neste post de onde ficar em Torres. Clica ali e veja como é o hotel e como fazer para reservar ou ver valores. Mas caso queiras escolher outro local, vou deixar umas dicas.

  • Baluarte Pousada: ela fica na beira do mar, tem café da manhã e nota 9,5 no Booking. Para ver valores e reservar é só clicar aqui.
  • Dunas Praia Hotel: também situado à beira-mar, este hotel possui piscinas, café da manhã e nota 9. Clique aqui e veja valores e reserve.
  • Tulipa Hotel: fica no centro, a 500 metros da Praia Grande. Nota 8,6 e bom preço. Clique e confira.
  • Pousada Molhes da Barra: fica a 100 metros da praia, com café da manhã e nota 9,2. Clique e reserve.

E para olhar todas as opções de hospedagens em Torres, clique no quadrinho laranja a seguir. Podes usar os filtros como menor preço primeiro para ajudar na escolha. Olhe sempre as avaliações dos hóspedes, a localização e o que o hotel oferece.

Onde ficar em Torres

Onde comer em Torres

Uma das atrações da lista de o que fazer em Torres com certeza é experimentar a gastronomia, tanto local, quanto internacional ou geral. Há opções para todos os gostos. Vou te deixar uma listinha para tentar te ajudar na escolha. Aproveite!

fondue guarita park hotel

Quando ir

Torres é badalada no verão por ser um destino praiano. Caso queiras aproveitar o mar e tomar banho, então sugiro ir de dezembro a março, quando a temperatura é quente e o mar não tão gelado.

Agora, se queres passear e conhecer as outras atrações da cidade, e também apreciar a natureza e as praias sem talvez tomar aquele banho de mar, vá em qualquer época do ano, sabendo que no sul costuma ser frio no inverno.

E se queres aproveitar o festival de Balonismo de Torres, procure saber antes a data exata, mas ele ocorre próximo à Páscoa.

LEIA TAMBÉM: furto de malas em aeroportos – como evitar

Quantos dias ficar

Para conhecer os pontos turísticos que vou deixar aqui neste roteiro de o que fazer em Torres, o ideal seriam ao menos dois dias.

Em um dia é possível conhecer os paredões rochosos e corridinho também dá para ver as demais atrações.

Agora, caso queiras aproveitar as praias com calma, tomar banho de mar, apreciar a gastronomia, pense em ficar três, quatro dias ou mais, de acordo com a tua vontade e disponibilidade.

LEIA TAMBÉM: como ter uma viagem de avião mais confortável

Como chegar em Torres

Os aeroportos mais próximos de Torres são o de Porto Alegre (Salgado Filho), a 186 km de distância, o de Jaguaruna (Humberto Ghizzo Bortoluzzi, porém com bem menos opções de voos), a 120 km de distância, e o de Florianópolis (Hercílio Luz), a 288 km. Eu sugiro, caso vás de avião, alugar um carro para se dirigir até Torres de maneira mais prática e gostosa.

O acesso mais fácil de carro, tanto para quem vem de Santa Catarina, ou seja, do norte, quanto para quem vem do sul, no Rio Grande do Sul, é pela rodovia federal BR-101, totalmente duplicada e com pedágios.

O que não faltar na mala

Roupa de banho para um bom banho de mar, protetor solar, um casaquinho fino para as noites, roupa de frio para o inverno e tênis para subir nas falésias. Mas nada impossível de se fazer de sandália, caso o dia esteja quente. Porém, que seja um calçado confortável.

LEIA TAMBÉM: minha coleção de ímãs de viagens

O que fazer em Torres – passeios e lugares

Vou começar a lista de o que fazer em Torres mais ou menos do norte para o sul para tentar organizar o trajeto e otimizar o teu tempo, mas siga a ordem que desejar ou pule as atrações que não chamam a tua atenção.

Rio Mampituba

Como eu te contei, Torres está na divisa dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. O Rio Mampituba é o que faz a divisa dos dois estados. As paisagens lá na beira do rio são lindas e bucólicas. Então, aproveite para caminhar sem pressa.

Rio Mampituba

Ponte Pênsil – o que fazer em Torres

E caminhando pela beira do Rio Mampituba, vais encontrar a ponte pênsil, ponte de arame. Eu morro de medo, não atravessei, mas caso tu não sejas assim medroso como eu, hahahahah, atravesse até a outra margem, quando chegarás em Santa Catarina, no município de Passo de Torres.

ponte pênsil rio mampituba

Molhes da Barra

Lá no encontro do Rio Mampituba com o mar vais encontrar o molhes da barra. Em Torres, ele tem 400 metros de extensão. Em Passo de Torres, 150. Serve para proteger a foz do rio e como ponto de pesca e caminhada. Lá avistamos golfinhos lindos e brincalhões.

Caminhe pelos molhes, ouça as ondas batendo nas pedras, sente lá no final para ver se avista golfinhos e também para apreciar a imensidão do mar.

molhes o que fazer em torres

Praça João Neves de Fontoura

Na Av. Silva Jardim encontramos esta praça que achei uma graça. Ela possui um letreiro Torres. É bem florida e possui bancos para sentar e aproveitar. Alguns estão dispostos em forma de círculo, achei muito legal. Os edifícios ao redor são bonitos e a avenida corta a praça ao meio. Sente, descanse um pouquinho e caminhe pela praça. É mesmo bem bonitinha.

praça com letreiro torres

Lagoa do Violão

Esta lagoa possui o formato um pouco parecido com um violão. Por isso o nome. Coloque no mapa a Rua José Maia Filho que vais encontrá-la. Nós caminhados em volta dela e foi uma caminhada bem agradável, embora estivesse ventando muito no dia.

Há uma ponte mais ou menos no meio da lagoa. Atravessamos ali para a outra margem. Há alguns bancos. Sente, caminhe, aprecie a natureza. O local e seu entorno é bem bonito.

lagoa do violão

Ilha dos Lobos

A Ilha dos Lobos fica aproximadamente 1.800 metros da orla da Prainha. É uma Unidade de Conservação e refúgio de lobos marinhos. Por isso o seu nome.

Este animais e também leões marinhos utilizam esta ilha para descanso em suas rotas migratórias.

Para chegar lá, há passeios de barco. Estas embarcações contornam a ilha e com sorte, é possível avistar os animais.

Morro do Farol – o que fazer em Torres

Ponto turístico famoso de Torres, o Morro do Farol atrai pela vista incrível com que presenteia quem está por lá. Lá em cima há um farol de sinalização.

É a última falésia ao norte e fica praticamente no centro da cidade. Coloque no mapa Rua Antonio Picoral, ou Rua Silvio Sartori e vais avistar a subida para o morro.

Lá de cima saem voos de parapente. No topo há ainda bancos, gramado e estacionamento gratuito para carros. Em algumas ocasiões há barraquinhas com venda de lembranças e outros produtos.

Lá em cima se avista a imensidão do oceano e a Praia da Cal, a Grande, a Prainha e o Morro do Meio. Então, sente em um dos bancos ou na grama e aproveite o visual que é lindo demais!

morro do farol

Calçadão da Praia da Cal

Lá embaixo do Morro do Farol, há um calçadão. Caminhar ali te faz entrar em contato muito próximo com a natureza. Este calçadão está entre o paredão e o mar e liga a Praia da Cal à Prainha.

Museu histórico de Torres

Não deu tempo de conhecer, mas no site da cidade diz que é sobre a cultura do município. O prédio me chamou atenção, principalmente à noite, quando estava iluminado. Esta construção é da década de 40 e foi erguida para ser prefeitura, o que foi até 2016. Ao lado, há uma bonita vista da Lagoa do Violão. Gostas de museu? Pense em incluir a atração no roteiro de o que fazer em Torres.

Funciona diariamente, das 14h às 20h e fica na Rua Júlio de Castilhos, 707.

Igreja São Domingos

A Igreja São Domingos fica na Rua Mal. Deodoro, 492. Foi a primeira igreja de Torres, inaugurada em 1824. É uma construção histórica bonita e atrás de uma pequena pracinha bem graciosa.

igreja São Domingos

Parque da Guarita

Não deixe de ir. Para mim, a atração mais linda da lista de o que fazer em Torres. O Parque Estadual da Guarita é uma unidade de conservação que dá acesso à Praia da Guarita e aos penhascos à beira-mar, um cenário incrível!

Nele há ciclovias, banheiros e um restaurante com açaí. Pedestres e ciclistas tem acesso gratuito ao parque. Carros pagam 10 reais por até 2 horas ou 20 para o dia todo. Pegue um mapinha no portal de entrada para aproveitar o parque ainda mais intensamente.

Vá até as escadarias para subir até o monte principal, a Torre do Meio, e percorrê-lo caminhando. Quem sabe um pic nic lá no topo? As vistas são sensacionais! Depois, desça até a Praia da Guarita para chegar bem perto da Torre Sul e da Torre da Guarita, formações rochosas belíssimas.

No canto esquerdo da Praia da Guarita, de quem olha para o mar, há uma passarela e uma escada para subir também nas pedras e na montanha. Aproveite!

E caso queiras subir a montanha do parque, a Torre do Meio, não pelo parque, é possível ir até o canto direito da Praia da Cal e caminhar pela calçada até chegar à escadaria.

Mas tome muito cuidado em todo este trajeto, tanto nas margens da montanha lá no alto, quanto nas escadarias que levam até próximo ao mar. Há risco de queda.

saque estadual da guarita

Aluguel de bike

O Guarita Park Hotel possui convênio com a empresa de aluguel de bike. Mas também é possível encontrar empresas de aluguel pela cidade ou pela internet. Como vi ciclovias no Parque da Guarita e também pela orla das praias, tá aí um passeio legal a se incluir na lista de o que fazer em Torres.

Passeio de balão

É possível fazer um passeio de balão para avistar Torres de cima. Ainda não fizemos, mas está nos planos. Pensa: a cidade é linda lá embaixo, imagina vendo tudo aquilo lá do alto? Deve ser demais! O Guarita Park Hotel também tem convênio com este passeio, caso te agrade.

Festival de Balonismo de Torres

Anualmente a cidade é palco do festival de balonismo que dá cor ao céu e um show aos espectadores. O festival ocorre próximo à Páscoa e é o maior da América Latina e o terceiro do mundo. Tens disponibilidade de conhecer a região neste período? Inclua o festival na lista de o que fazer em Torres e te apaixones ainda mais por este destino.

Praias de Torres – Praia dos Molhes

A Praia dos Molhes é a primeira praia ao norte, que faz divisa com SC. Ela possui ondas e é procurada por surfistas e pescadores. Dos molhes é possível avistá-la bem ao lado.

Praia Grande

Ela possui 3 km de extensão e boa infraestrutura. Há bares, restaurantes, estacionamento. Ela também é procurada por surfistas por possuir boas ondas. É também bem frequentada por jovens.

Praia Grande lá ao fundo.

Prainha – o que fazer em Torres

A Prainha fica no centro da cidade e possui 500 metros de extensão. É procurada por famílias e também possui mar agitado. Há um calçadão bem gostoso para caminhada e um gramado convidativo para fazer um pic nic, descansar e tomar banho de sol. Nesta praia, no calcadão, há um letreiro “Torres” para fotos.

Praia de Torres

Praia da Cal

A praia da Cal tem 850 metros de extensão e ondas fortes. Por isso, é também queridinha dos surfistas. Ela se localiza entre o Morro do Farol e Morro do Meio. Há areia e rochas em algumas partes da orla.

praia da cal

Na foto acima, canto direito da Praia da Cal com acesso à Torre do Meio. E caminhando além da escadaria de acesso ao topo da montanha, há também pedras, ponte, vistas lindas e o portão, uma formação rochosa em forma de portal, linda!

Praia da Guarita

Para mim, a mais bonita porque respira natureza. É um dos cartões postais e não possui infraestrutura. Também tem ondas fortes, mas é propícia a banho de mar, como as demais. Curta a paisagem que é de encher os olhos. Ela possui 200 metros de extensão e se localiza entre as duas falésias – Morro das Furnas e Torre Sul. Ao centro, a Torre da Guarita, magnífica.

o que fazer em torres

Praia da Itapeva

Sem infraestrutura, está é a última praia ao sul de Torres. Possui 6 km de extensão e fica após a Torre Sul. É possível acessá-la de carro. A Praia de Itapeva é mais reta, sem cortes geográficos, possui ondas e uma faixa espaçosa de areia.

Gostou da minha lista de o que fazer em Torres? Conheces algo bem legal a se fazer por lá? Conta aí nos comentários para que eu também conheça e para ajudar os amigos viajantes.

Viaje por conta própria e economize muito

Planejar a própria viagem é uma forma de ter liberdade e economizar. Além disso, usando os links abaixo, sem custo adicional algum, vais ajudar a manter o Mapa na Mão funcionando. Você NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO e ajuda a manter nosso trabalho de pé!

Hotel ou apartamento: Booking – compare preços e qualidade. Podes ainda fazer reserva com opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in.

Aluguel de carro: Rentcars – os melhores preços em diversas locadoras. Pague em real, sem o IOF. Carros mais baratos alugando com antecedência. Podes parcelar em 12 vezes no cartão ou pagar no boleto com 5% de desconto.

Seguro Viagem: Real – nosso link exclusivo já dá 10% de desconto. Seguros Promoutilize o nosso cupom MAPANAMAO5 e ganhe 5% de desconto. Cote nas duas e escolha o melhor. Por experiência própria, os valores destes dois sites geralmente são melhores que de agências.

Aéreo: Passagens Promo 

Outras informações para reservar tudo sozinho: monte a tua viagem sozinho 

Michela
Curtidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 16 anos e estou no terceiro ano do ensino médio. Gosto muito de ler, desenhar, pesquisar e, é claro, viajar. Quando viajo, procuro sempre conhecer a história do local. Ser fascinada por esse aspecto explica o meu grande sonho: visitar o Egito e conhecer um pouco mais dessa civilização antiga.

Eu sou a Ester. Tenho 28 anos e sou médica. Moro em Florianópolis, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.