Logo Mapa Na Mão

Ushuaia – o dia em que fomos ao fim do mundo

publicado em: 02/01/2018 atualizado em: 24/06/2020

O que fazer em Ushuaia? Estranho a pessoa querer ir ao fim do mundo em sã consciência né? Mas neste caso, o fim do mundo é um lugar que adorei conhecer. Ushuaia, na Argentina, é assim conhecida por ser a última cidade ao sul do planeta. Preciso te contar: foi uma viagem incrível, diferente, inesquecível mesmo. Mas vou te contar devagarinho, até o final. Vamos embarcar nesta viagem juntos?

Antes, quero te convidar a assinar nossa newsletter e receber e-mails atualizados com todas as novidades e promoções do blog. Não quer mais receber? Simples, é só sair da lista a qualquer momento. Deixe seu e-mail no campo abaixo. Não compartilhamos seus dados com ninguém, pode ficar tranquilo.

Como estás indo para a Argentina, eu sei que vais amar ler também:

12 perguntas e respostas sobre viajar para a Argentina de carro

6 motivos para ir ao Chile de carro

Querido leitor – DESCONTO de 10% só aqui no blog:
O seguro viagem não pode faltar na tua viagem, mesmo para as nacionais. Uma doença, um acidente, a perda da mala, o cancelamento do voo, podem estragar as férias. E o seguro não é caro. Por isso, vale a pena.
* Brasil: aproximadamente 5 reais por dia.
* Europa: aproximadamente 20 reais por dia.
** Clique aqui e faça a cotação do seguro, sem custo. Este link já garante 10% de desconto aos leitores do Mapa na Mão.

Patagônia, Tierra del Fuego e O Fim do Mundo

A Patagônia é uma região que abrange quase um terço dos territórios da Argentina e do Chile, no sul do continente. Na Argentina, começa próxima de Neuquén e se estende até Ushuaia. Existem algumas versões para a origem do nome, mas a mais aceita seria a de que Fernão de Magalhães (navegador português) teria “batizado” os nativos da região de patagões, ou patagones em espanhol, em alusão a homens grandes assim chamados em uma novela espanhola da época. Como estes nativos aborígenes eram grandes, foram chamados de patagones.

A Terra do Fogo, em espanhol, Tierra del Fuego, é um arquipélago localizado na extremidade sul da América do Sul, cuja capital é Ushuaia. Possivelmente recebeu esse nome porque um grupo de exploradores comandados pelo mesmo carinha ali acima mencionado, Fernão de Magalhães, ao avistar estas terras desconhecidas, viu colunas de fumaça das fogueiras dos nativos que se misturavam com o nevoeiro do amanhecer, fazendo parecer ser uma terra com fogo, ou Terra do Fogo.

E como já falei lá no começo, Ushuaia é também chamada de O Fim do Mundo ou El Fin del Mundo, por ser o local mais austral do planeta, ou seja, mas ao sul. Agora já sabes porque ao se falar da região, frequentemente ouvimos estes nomes que estão associados ao sul da América do Sul.

Olha o mapa da Patagônia e Ushuaia lá embaixo, a última cidade da América do Sul:

mapa patagônia

Nossa viagem a Ushuaia – Argentina

Como já te falei um pouquinho, o marido é simplesmente encantado com este lugar. Um dos sonhos dele é ir de carro para lá e já estamos alinhavando a questão. Mas, enquanto a road trip não saia do papel, eis que surge a ideia de ir de avião em janeiro de 2008. Por isso essa viagem também irá para a sessão Fundo do Baú. Bem, continuando, compramos as passagens e saímos de Porto Alegre em um calor infernal rumo a Buenos Aires, onde passamos umas horas passeando e onde pernoitamos.

No outro dia de manhã cedo, partimos para Ushuaia. Agora deixa eu te contar um furo de principiante, heheheh. Viajamos de roupas curtas porque estava quente demais em Buenos Aires. Acontece que no aeroporto de Ushuaia não tinha calefação, ao menos não onde se retira a bagagem, e fazia uns 5 ºC! E a amadora aqui não levou na mão nenhum casaquinho, só para a caçula, então com 4 anos. Resultado: quase encarangamos de frio, hahahaah. Bom para já ir se acostumando…

Do aeroporto, fomos de ônibus até nosso hotel, Fueguino. Pensa num hotel bom e bem localizado! E os passeios começaram:

ushuaia argentina
Uma das vistas do quarto do nosso hotel.

O que fazer em Ushuaia Argentina

Parque Nacional da Tierra del Fuego e Trem do Fim do Mundo

O Parque Nacional da Tierra del Fuego é um local que respira natureza. Há trilhas, lagos, represas feitas por castores que por sinal são uma graça, pântanos e a Bahia Lapataia, imperdível, já que este é justamente o ponto mais ao sul do mundo onde é possível chegar de carro ou ônibus. Então, para chegar ao fim do mundo, literalmente, é necessário ir ao parque e caminhar até a Bahia Lapataia.

E no Parque Nacional fica o Trem do Fim do Mundo. Este trem levava os prisioneiros da prisão até o parque para cortarem lenha. Pega-se o trem na estação Ferrocarril Austral Fueguino e o passeio é rápido, porém interessante, ainda mais se se está com criança onde tudo é mais divertido. Foi lá que comprei o ímã de geladeira em forma de trem. Ele quebrou (pausa para as lágrimas…). É que eu ainda não tinha feito o quadro para guardar e expor minha coleção de ímãs. Não sabes que quadro é esse? Ah, leia aqui sobre a minha coleção de ímãs.

Para saber mais informações sobre o passeio ao Parque Nacional da Tierra del Fuego, leia este post do blog Viajei Bonito. Ou ainda este, do blog Viciada em viajar com dicas valiosas para visitar o Parque Nacional Tierra del Fuego.

o que fazer em ushuaia
Olha só que legal a represa feita por castores!
parque nacional tierra do fin del mundo
Caminhada pelo parque
passeios em ushuaia
Bahia Lapataia – o fim do mundo

Navegação pelo Canal Beagle

Este passeio foi incrível e eu recomendo. Primeiro pela linda vista que se tem de Ushuaia à medida que o barco vai se afastando do porto. Depois, pelas lindas ilhas que são avistadas durante o percurso. Nós chegamos perto da Isla de los Lobos, repleta de leões marinhos, da Isla de los Pájaros com pássaros e da Isla Marillo ou Pinguinera, habitat de pinguins-de-magalhães e pinguins-gentoo.

O passeio termina na Ilha do Farol do Fim do Mundo, ou Faro Les Eclaireurs, construído em 1919. Não é permitido descer na ilha, mas o barco fica bem próximo e a vista é bela.

Dica MM: faz muito frio e venta horrores fora do barco, portanto, chegue cedo para garantir um lugar próximo da janela e somente deixe para sair para o deck quando estiver perto das ilhas. A todo momento vais querer voltar para o lugar quentinho, então, melhor garantir um bom lugar.

Quando fomos, ao menos no nosso barco, não era permitida a saída para caminhar nas ilhas. Porem a Gisele do blog Viajei Bonito conta neste post que eles fizeram uma breve caminhada pelas  Islas Bridge, além de dar outros detalhes desta navegação.

turismo ushuaia
A vista da cidade ficando para trás é indescritível
Farol do fim do mundo ushuaia
O Farol do Fim do Mundo
passeios em ushuaia
Isla de los Lobos – ilhas com uma fauna riquíssima e bela

Glaciar Martial

O Glaciar Martial é uma geleira no Cerro Martial, onde é possível chegar de teleférico. Nós fizemos o passeio de teleférico que garante uma linda vista da montanha e suas paisagens deslumbrantes, da cidade lá embaixo e de um lago esplêndido (olha a foto abaixo que não mostra nem 10% do que os olhos captam, hehe). Caso o teleférico não esteja funcionando, é possível subir caminhando. Porém não é uma subida tão fácil. Recebi a informação da página Info Ushuaia de que o teleférico está quebrado e fechado. Uma pena.

Na base do teleférico há uma casa de chá. Um lugar gostoso para entrar, esquentar um pouquinho e fazer um lanchinho.

No cerro é possível ver neve inclusive no verão, mas em menor quantidade. No inverno o local se transforma em pista de esqui.

fim do mundo ushuaia
Olha só a vista lá embaixo!
neve em ushuaia argentina
E chegamos na neve!

O Henrique do blog A pé no mundo escreveu sobre este passeio ao Glaciar Martial e também à Laguna Esmeralda, que também deixo aqui como sugestão de passeio em Ushuaia.

Museu Marítimo e Presídio de Ushuaia:

Ushuaia, antigamente, abrigava uma colônia penal de criminosos reincidentes, até pelo fato de ser um lugar de difícil acesso e saída. O presídio ficou ativo até 1947 e hoje funciona como Museu Marítimo, Museu Antártico e Museu de Arte. Mas o mais impactante, para mim, foi a estrutura do edifício em si que ainda é conservada como no período em que funcionava o presídio, com as celas e suas grades, um lugar frio, além do frio da cidade que não é pouco.

museu em ushuaia
O antigo presídio e suas celas frias

Porto de Ushuaia

Foi de lá que pegamos nosso catamarã para o passeio pelo Canal de Beagle. É um lugar com um belo visual e é de onde saem navios para a Antártica – imagina a vontade que deu de ir para lá! Um dia vamos! Também neste porto aportam cruzeiros vindos da Europa. Vimos um transatlântico parado lá.

Próximo ao porto estão várias agências turísticas que vendem passeios de navegação no local e ali também está a tão fotografada placa com os dizeres “Ushuaia – Fim do Mundo”. #Fica a dica.

Avenida San Martín

A Avenida San Martín é a principal da cidade. É lá que estão boa parte das lojas, inclusive de souvenirs, restaurantes, casas de câmbio e comércio em geral. Há barzinhos, lanchonetes, estabelecimentos bem legais e bonitinhos. Almoçamos e fizemos alguns lanches por ali, além de caminharmos por sua extensão e sentir o agito da cidade.

Onde se hospedar em Ushuaia Argentina

Como falei lá no início, nos hospedamos no Fueguino, um hotel muito bem conceituado, com ótima localização e quarto enorme. Podes analisá-lo e reservá-lo clicando aqui.

Agora, caso queiras escolher outro hotel ou pousada em Ushuaia, aqui fizemos uma seleção de hotéis ordenada pelas principais escolhas do site. Porém, logo no início, antes dos hotéis, podes escolher outros filtros como preço mais baixo primeiro, distância do centro da cidade, estrelas, e outros. Na coluna laranja à esquerda, preencha os campos com a data da entrada e da saída, o número de quartos, de adultos e crianças e clique em pesquisar. Só depois escolha o filtro que mais te agrada. Escolha teu hotel clicando nele e finalize a reserva. Boa viagem!!

o que fazer em ushuaia

Ushuaia temperatura e clima

A Patagônia Argentina é gelada. Mesmo no verão a temperatura é bem amena. Fomos em janeiro, verão lá, e a temperatura oscilava em torno de 10ºC. No inverno, prepare-se para muito frio e neve. Há também situações de muito vento, principalmente no passeio de barco e de teleférico. Então, leve toca, luva e protetor para ventos fortes.

O clima é bem seco. Leve hidratante corporal e hidratante labial, e não esqueça de beber bastante água.

No verão anoitece muito tarde e são poucas as horas de escuridão. Quando estávamos em Ushuaia, a cidade do fim do mundo, anoitecia por volta da meia-noite e já amanhecia antes das 5h da madrugada. O hotel tem que ter uma boa cortina, heheheh, ou terás dificuldade para dormir. Já no inverno é ao contrário. Há poucas horas de dia claro.

Estás com medo de não saber o que usar ou levar em caso de frio intenso? Leia nossas dicas neste post e viaje preparado.

Ushuaia turismo

Bom, como fomos já faz alguns anos para a Terra do Fogo, pedi ajuda para os universitários, opa, para amigos blogueiros que também têm dicas bem legais de passeios em Ushuaia. Aí vão os links:

  • Neste post, o Jair do blog Viagens e Caminhos traz, além dos pontos turísticos que mencionei acima, outros lugares para conhecer no Fim do Mundo como a Estância Harberton, a Isla Martillo, o Valle de Lobos, a Laguna Esmeralda, o Lago Escondido, o Lago Fagnano, o Museu do Fim do Mundo, o Museu Yámana e a Plaza Isla Malvinas, além de dar dicas gerais do clima por lá.
  • A Dhebora do blog Cariocas sem Fronteiras fez um guia da cidade com informações gerais de interesse, e além dos passeios já trazidos aqui no post, nos fala também de esqui e snowboard, dos Centros Invernais, do sobrevoo de helicóptero e do trekking na Laguna Esmeralda. Clique aqui e confira.
  • Neste post o João Batista do blog JB Travel nos conta como foi o seu 5º dia em Ushuaia dando mais detalhes do passeio pelo Cerro Martial e do passeio de catamarã pelo Canal Beagle.
  • A Estela do blog Itinerário de Viagem dividiu os artigos em passeios não esportivos e passeios esportivos por Ushuaia, como mergulhos, trekkings, esqui e snowboard.
  • O Leonardo do blog Mochileza neste post traz um guia bem legal de passeios em El Calafate, que fica a pouco mais de 800 km de distância e onde fomos também nesta mesma viagem e posso aconselhar: vale muito a pena. El Calafate é uma graça de lugar e sobre suas geleiras, não tenho palavras para descrever. E no post do Leonardo há também passeios em Ushuaia como o Valle Hermoso, caminhadas com pinguins e outros já aqui falado.
  • A Helen do blog Ninho de Jiripoca escreveu sobre El Calafate com crianças.
Glaciar Perito Moreno El Calafate
Um pouquinho de El Calafate para dar um gostinho… Glaciar Perito Moreno

Chip de internet ilimitada

Caso queiras ficar conectado o tempo todo, sugiro este chip da Easysim4U. Queres saber todos os detalhes sobre o chip internacional? Leia aqui o que escrevi sobre chip de internet ilimitada para usar fora do Brasil, e decida se vale ou não a pena.

Roteiro personalizado e assessoria de viagem

Queres facilidade e um roteiro personalizado de o que fazer em Ushuaia ou para qualquer lugar do mundo? Sabia que o Mapa na Mão faz roteiro completamente personalizado? 100% de acordo com o teu gosto, com sugestão de lugares para comer, de como se locomover e com dicas especiais? Também podemos te ajudar a encontrar hospedagem que caiba no teu gosto e bolso e sem custo algum, além de passagens aéreas. Deixa um comentário abaixo ou nos envie um e-mail: contato@mapanamao.com ou mapanamaoviagens@gmail.com. Também podes entrar em contato através de nosso Whatsapp: 48 99816-8535. Saiba mais detalhes clicando no quadro abaixo, e viaje sem passar trabalho:

Assessoria de viagem

Quantos dias ficar em Ushuaia

Já vimos que há opções variadas de o que conhecer em Ushuaia. Na minha humilde opinião, o ideal seria ficar no mínimo 4 dias inteiros. Se puderes ficar mais, fica a teu critério, afinal, não é sempre que se está no fim do mundo. Só vá preparado. Ushuaia não é um destino econômico.

Ushuaia pontos turísticos – tickets

Se já puderes comprar os tickets aqui, antes de viajar, é interessante para evitar filas, evitar perder alguma atração por lotação e também para já programar o orçamento da viagem, evitando gastos não previstos.

Clique abaixo e confira várias opções de passeios:

Get Your Guide
 

Como se locomover em Ushuaia

O nosso hotel era bem localizado e alguns passeios fizemos à pé. No entanto, é interessante alugar um carro e ficar independente para passear pela cidade. Sugiro que já reserves um carro aqui no Brasil com a Rentcars que faz busca em diversas locadoras e, assim, podes comparar preços e escolher o carro que mais te agrada.

Viaje por conta própria e economize muito

Planejar a própria viagem é uma forma de ter liberdade e economizar. Além disso, usando os links abaixo, sem custo adicional algum, vais ajudar a manter o Mapa na Mão funcionando. Você NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO e ajuda a manter nosso trabalho de pé!

Hotel ou apartamento: Booking – compare preços e qualidade. Podes ainda fazer reserva com opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in.

Aluguel de carro: Rentcars – os melhores preços em diversas locadoras. Pague em real, sem o IOF. Carros mais baratos alugando com antecedência. Podes parcelar em 12 vezes no cartão ou pagar no boleto com 5% de desconto.

Seguro Viagem: Real – nosso link exclusivo já dá 10% de desconto. Seguros Promoutilize o nosso cupom MAPANAMAO5 e ganhe 5% de desconto. Cote nas duas e escolha o melhor. Por experiência própria, os valores destes dois sites geralmente são melhores que de agências.

Aéreo: Passagens Promo 

Outras informações para reservar tudo sozinho: monte a tua viagem sozinho 

Michela
Michela
Curtidas

3 respostas para “Ushuaia – o dia em que fomos ao fim do mundo”

  1. Avatar Priscilla Britto disse:

    Ola,
    Gostaria de saber se é possivel fazer Laguna Esmeralda com uma crianca de 4 anos,

    Grata,
    Priscilla.

    • Avatar Mapa na mão disse:

      Olá Priscila.

      O Mapa na Mão não esteve na Laguna Esmeralda.

      Porém, vi que o trajeto comporta alguma caminhada com certa dificuldades. Com uma criança de 4 anos talvez o passeio se torne cansativo e desconfortável. Bem por isso nossa sugestão é adiar um pouco mais esse passeio.

      Nós, do Mapa na Mão, já enfrentamos situações com filhos pequenos. Lembro-me, em particular, quando precisei levar a Letícia nas costas, pelo curso de rio pedregoso na Chapada Diamantina, na Bahia. Posso dizer que foi bem cansativo, embora eu guarde ótimas recordações do lugar e do nosso passeio.

      Saudações quilométricas, do Mapa na Mão.

      Dila Nunes

  2. […] 2008 fizemos uma viagem até Ushuaia e El Calafate. Ah, aproveita e confira o que fazer em Ushuaia. Ali deixei muitas dicas legais e contei como foi nossa aventura no fim do mundo. Mas também […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 16 anos e estou no terceiro ano do ensino médio. Gosto muito de ler, desenhar, pesquisar e, é claro, viajar. Quando viajo, procuro sempre conhecer a história do local. Ser fascinada por esse aspecto explica o meu grande sonho: visitar o Egito e conhecer um pouco mais dessa civilização antiga.

Eu sou a Ester. Tenho 28 anos e sou médica. Moro em Florianópolis, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.