ASSESSORIA DE VIAGENS
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

Roteiro de 1 dia em Antibes, França

publicado em: 14/03/2016 atualizado em: 23/10/2018

O sul da França é um daqueles lugares onde devemos ir, ao menos um vez na vida. É, por incrível que pareça, a França não se resume a Paris. Eu sei, Paris é um encanto e até parece de mentira e ouso dizer que é uma das cidades que mais amo.

Mas as cidadezinhas do sul, que margeiam o Mediterrâneo, são de encher os olhos. A França é um país extremamente egoísta – concentra em seu território muita, mas muita beleza. Então, vamos aproveitar todo esse egoísmo?

Antibes fica no sul da França, na região de Provence-Alpes-Côte d’Azur, a aproximadamente 22 km de Nice, 11 km de Cannes (aquela do festival de cinema) e a 191 km de Marselha.

antibes-frança-sul-como-chegar-o-que-fazer.JPG

Parte alta do centro histórico que costeia o mar

Um dia é suficiente para conhecer a parte antiga de Antibes, mas fique à vontade se preferir dormir por ali mesmo, o que não seria uma má ideia, pois este é um lugar para se apaixonar.

Roteiro de 1 dia em Antibes:

Como estávamos em Nice, fizemos um bate-e-volta, saindo de manhã de lá e voltando no final da tarde (abaixo, informações de como chegar em Antibes de Nice). Em Nice dormimos neste hotel.

Chegando na estação de ônibus Pôle d’Échanges d’Antibes, caminhamos pela Rua Boulevard Général Vautrin, pegamos a Rua Sadi Carnot e descemos até a marina para namorarmos os lindos barcos estacionados.

antibes-frança-marina-como-chegar-o-que-fazer.jpg

Marina de Antibes

Costeamos a marina até avistarmos da Avenue de Verdun, uma muralha de pedras, com escada na extremidade, onde subimos chegando no alto do centro histórico.

Caminhamos admirando a linda vista do mar e, ao fundo, os alpes nevados. Incrível!

antibes-nice-frança-bate-e-volta.JPG

Seguimos pela Prom. Amiral de Grasse para continuarmos nos deleitando com essa cena linda da criação de um lado e, do outro, as construções antigas fincadas em ruazinhas estreitas, ainda avistadas de cima.

antibes-como-chegar-nice-bate-e-volta.jpg

Centro antigo

Continuamos nossa caminhada até o Chateau Grimaldi, um castelo do século 16 que agora abriga o Museu Picasso.

antibes-frança-museu-picasso-bate-e-volta-nice-como-chegar.jpg

Museu Picasso

Após muitas fotos, descemos por uma das ruas em direção às ruas estreitas e medievais do centro histórico, pois queríamos encontrar o Marché Provençal, um mercado público na Cours Masséna.

Este mercado é um dos mais tradicionais da região e possui barracas com azeitonas, geléias, temperos, frutas, vegetais, doces, queijos, lavanda. Algumas oferecem degustação, como a de geléias e patês e também a de azeitonas. Prove, sinta o aroma das flores e da lavanda e caminhe tranquilamente pelas barracas para conhecer produtos coloniais locais.

antibes-marché-provençal-frança-bate-e-volta-nice

Dali, encontramos um lugar para almoçar, com preço razoável, na Rue de La République, 22. Abaixo conto mais sobre o restaurante.

Aproveitamos o restinho do nosso tempo caminhando mais um pouco pelas ruas estreitas e charmosas do centro histórico e voltamos para a estação de ônibus para retornarmos a Nice.

VOCÊ VAI CURTIR LER TAMBÉM: Roteiro de carro pelo litoral Sul da França.

Informações úteis:

COMO CHEGAR: a maneira mais fácil e barata para ir de Nice a Antibes é de ônibus. A passagem custa € 1,50 o trecho, por pessoa, e você pode pagar para o motorista em dinheiro, na hora. Basta dizer quantas pessoas são e, caso ele pergunte, que vai para Antibes.

Nós pegamos o ônibus na estação Congrés/Promenade, em Nice. As estações ficam na Promenade Des Anglais, que é a avenida beira-mar de Nice. Procure a mais próxima do seu hotel, pedindo informações na recepção do hotel, ou utilizando o aplicativo de mapas maps.me (aliás, esse aplicativo é muito útil para os viajantes, não deixe de baixá-lo grátis. Postaremos futuramente sobre esse aplicativo).

linhas-de-ônibus-nice-antibes-como-chegar

Descemos na estação Pôle d’Échanges d’Antibes, em Antibes, onde também pegamos o ônibus de volta. O ônibus é o número 200, na ida, sentido Cannes, e na volta, sentido Nice. Dentro dele há telinhas que mostram as próximas paradas.

Mais informações sobre os ônibus.

O aeroporto mais próximo de Antibes é o da vizinha Nice, o segundo mais movimentado da França.

ONDE COMER: a França não é um dos lugares mais baratos em matéria de hospedagem e alimentação. Nós almoçamos no restaurante Le 22, na Rue de La République, 22. É um restaurante pequeno, simples, e fomos bem atendidos. Uma boa opção é uma pizza para compartilhar (elas são um pouco menores que as nossas, mas dá para dividir), que neste restaurante custa € 10,00. O frango com acompanhamento sai por € 14,00, a salada € 3,50 e o menu infantil € 10,00.

Uma opção mais barata e interessante são os supermercados. Às vezes eles contam com buffet, que ficam em balcões tipo os de padarias, ou com lanches com preços acessíveis. Em Antibes há um Carrefour na 5 Avenue Pasteur, 06600 e um Monoprix, que é uma rede de supermercados francesa, na 12 Placê Général de Gaulle, 06600, bem próximo do Carrefour. Ambos não ficam longe do centro histórico e da marina.

MOEDA: euro.

LÍNGUA: francês, mas é fácil sobreviver, hehehehe, com o inglês.

CLIMA: o verão na Costa Azul, que vai de julho a setembro, é quente, com temperaturas próximas dos 30ºC. O inverno (de dezembro a março) é ameno, com temperaturas entre 10 e 15ºC. Nós fomos no inverno deste ano e estava muito gostoso o clima. Não choveu em nenhum momento e a temperatura estava agradável.

Outubro e novembro são os meses mais úmidos, mas a temporada de chuvas vai de outubro a abril.

Por fim, desta vez, optamos por andar de transporte público pela região de Nice, até por economia, devido ao valor do euro. Mas em outra viagem, alugamos um carro e viajamos de Nice a Marselha, costeando o Mediterrâneo. É uma viagem também imperdível, e convido você a ler este post sobre este roteiro de carro pelo sul da França.

Onde se hospedar em Antibes:

Fizemos uma seleção de hotéis (é só clicar aqui) ordenada pelas principais escolhas do site. Porém, logo no início, antes dos hotéis, podes escolher outros filtros como preço mais baixo primeiro, distância do centro da cidade, estrelas, e outros. Na coluna laranja à esquerda, preencha os campos com a data da entrada e da saída, o número de quartos, de adultos e crianças e clique em pesquisar. Só depois escolha o filtro que mais te agrada. Escolha teu hotel clicando nele e finalize a reserva. Qualquer dúvida, é só mandar nos comentários lá embaixo. Boa estada!

Seguro Viagem:

Para viagens à Europa, é obrigatório fazer um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros, de acordo com o Tratado de Schengen, isto para garantir que terás cobertura em caso de doença ou acidente. Portanto, não esqueças de fazer o teu antes da viagem. Leia aqui como fazer um seguro viagem e faça a tua cotação aqui. Neste último link, a empresa faz cotações em várias seguradoras e podes escolher a cobertura que mais te agrada, além, claro, do preço que cabe no teu bolso. E por experiência própria, há opções com preços bem interessantes. Cote, escolha e faça o seguro para viajar com tranquilidade e não correr o risco de ser barrado na entrada ao continente e, o mais importante, viajar com a certeza de que caso ocorra qualquer zebra, não ficarás desamparado lá longe.

Segurança em Antibes:

Em momento algum passamos por situação de medo. Antibes é um local muito seguro e tranquilo. Claro que em todo lugar do mundo sugiro que cuides dos teus pertences pessoais como bolsas, mochilas, celulares, mas andamos por toda a cidade à pé sem receio.

Tomada:

Pino duplo redondo:

IMG_5056

E caso você tenha curiosidade de conhecer outro ponto da França, que ainda não conhecemos, mas temos muita vontade, deixo um vídeo do Viaje Comigo da Normandia.

Não fique por fora das novidades e promoções do Mapa na Mão:

  • Entra lá no Facebook, curta nossa página e convide amigos para curtir também: Mapa na Mão
  • Inscreva-se em nosso canal do YouTube: Mapa na Mão
  • Siga nosso Instagram: @mapanamao
  • E inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG

Monte as tuas viagens aqui:

Agora que você já sabe o que fazer em Antibes, na França, em 1 dia, está com viagem marcada ou planejada para qualquer lugar e quer ajudar a manter o Mapa na Mão funcionando? É só usar os nossos links para a sua viagem! Você NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO e nós ganhamos uma pequena taxa, ajudando a manter nosso trabalho de pé! 

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este link no Booking.

Aluguel de carro: reserve no Rentalcars.

Seguro Viagem: faça o seu aqui e saiba tudo sobre seguro neste post.

Chip para celular: adquira o teu chip neste link e chegue tranquilo com o celular funcionando no teu destino. Comprando por este link aqui do Mapa na Mão, é só incluir o código de cupom RBBVGRATIS e não vais pagar frete! Maravilha né? E leia aqui tudo sobre o Chip Easysim4U, inclusive porque ele vale a pena.

Câmbio (compra de moeda): esta é uma novidade do blog. Através deste link, você pode encontrar a melhor cotação para a compra de moeda estrangeira. Confira!

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

o que fazer em antibes frança

Abraço,

Aproveite e assista nosso vídeo de 1 minuto de Antibes, da seção O mundo em 1 minuto:

Posts Relacionados

Buscando Curtidas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Michela
Michela
Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 14 anos e sou estudante. Gosto muito de pintar quadros, escrever poemas, ler e, principalmente, viajar. Para mim, o mundo é o meu quintal.

Eu sou a Ester. Tenho 26 anos e sou estudante de medicina. Moro em Floripa, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.