ASSESSORIA DE VIAGENS
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

Vai viajar com crianças? Cuidado! Leia antes de se estressar

publicado em: 11/01/2018 atualizado em: 11/01/2018

Viajar com crianças pode ser sensacional. É um momento interessante para se estreitar as relações, se aproximar mais dos filhos e também criar memórias e experiências que ficarão para sempre. Mas pode ser uma furada estressante, caso alguns cuidados ou mesmo comportamentos não sejam tomados. Por isso, como mãe que viaja com as filhas desde muito cedo, resolvi deixar abaixo uma lista com dicas importantes para as férias em família. Leia até o final e deixe nos comentários para mim o teu segredinho também, combinado?

E já que o assunto aqui é viagem em família, tenho certeza que vais amar ler também:

Viagem como filhos mais confortável, descomplicada e divertida

Filhos: levar ou não levar, eis a questão

Viajar com crianças – dicas:

Cada um tem seu jeito de ser, seu estilo, e respeito isso, com certeza. Talvez alguma sugestão minha não se adeque a tua realidade. Mas como gostamos de viajar com nossas filhas a tiracolo em quase todas as nossas viagens, adquiri com o passar dos anos uma certa experiência no assunto. E por isso, divido contigo minhas dicas para viajar com crianças. Quero, com isso, que as tuas histórias sejam felizes e agradáveis e não traumatizantes, heheheh. Perfeitas nunca serão, mas inesquecíveis, com certeza.

viajar com filhos pequenos

Dá trabalho, mas é uma delícia viajar com os filhos

Olhe a previsão do tempo antes:

Arrumar as malas dos pequenos é uma tarefa um pouco mais minuciosa. Pode ser estressante esquecer um casaco caso o tempo mude durante a viagem e fique frio, ou uma roupa curta caso ocorra o contrário. Por isso é de suma importância verificar a previsão do tempo dos dias da viagem para se prevenir em caso de alterações climáticas. Os adultos até conseguem se virar melhor nas intempéries da vida, mas é melhor se prevenir em se tratando de filhos pequenos.

Gosto de utilizar o site The Weather Channel, mas busque as informações no de sua preferência e conte sempre com o imprevisto também, ou seja, embora estejas indo para um lugar quente, leve um casaquinho para garantir. Dica de vó que nunca é demais, hehehe. E para ajudar a arrumar as malas, não deixes de ler:

Leia aqui como ser econômico ao arrumar as malas com check-list de inverno

E aqui o que vestir e levar para um frio intenso

Bota e capa de chuva podem te salvar:

Na nossa primeira ida à Europa, em pleno inverno por lá, levei uma galocha (bota de borracha) para a filha mais nova que me salvou nos dias chuvosos. Levei também para as filhas capas de chuva, que também foram uma mão na roda. Nós adultos, até não nos importamos de pegar uma chuvinha de vez em quando. Mas é melhor cuidar das crianças para evitar aborrecimentos.

Botas impermeáveis para destinos de inverno também são uma maravilha. Levei a galocha na primeira viagem porque aqui na minha cidade não encontrei bota impermeável e térmica. Depois uni o útil ao agradável e aproveitei para comprar uma por lá porque é mais barato. Então, encontrando uma, é legal comprar para as futuras viagens.

viajar com filhos pequenos

Não esqueça coisinhas para distrair:

Muitas vezes as crianças ficam impacientes durante a viagem, principalmente em locais que demandam espera, como aeroportos. Então, seja precavido e leve livros, brinquedos, papel e lápis, eletrônicos, aquilo que tu já sabes que é perfeito para distrair o filhote. Mais dicas aqui.

Uma pequena farmacinha é indispensável:

Em viagens nacionais, não custa levar um antitérmico, um analgésico, um remédio para enjoo e descongestionante nasal. Mas o problema não é tão grande porque há farmácias em todo lugar e podes comprar, caso necessário.

Agora, em viagens internacionais, onde comprar medicamentos pode te dar dor de cabeça, não esqueça os remédios básicos para uma situação de emergência como febre, dor, ferimento, enjoo, por exemplo.

Não seja rígido com os horários:

Não dá para viajar com crianças e ser rígido com os horários ao mesmo tempo, não combina, não tem jeito. Então, te programes para acordar tal hora, sair tal hora, fazer tal roteiro, mas seja light e não te cobres caso algo não saia de acordo com o planejado. Viajar com crianças é diferente de viajar somente entre adultos, então, sem problema se algo sair do controle. No final das contas, será divertido do mesmo jeito.

Faça programações mais leves:

Em uma viagem com filhos pequenos, não dá para colocar no roteiro programas muito cansativos ou longos, mesmo em atrações específicas para crianças. Por exemplo: quando fomos à Disney, dividíamos o dia no parque desta forma – em dias com espetáculos noturnos, chegávamos ao parque no início da tarde para não sobrecarregarmos ninguém até a noite. Em dias sem, chegávamos de manhã, mas saíamos no final ou meio da tarde para não ficar cansativo. Assim, dava para descansar no hotel nos horários de folga sem parque.

Então, te programes para dar uma parada estratégica no meio do dia, por exemplo, ou em um dia acordar mais tarde, em outro voltar cedo para o hotel. Enfim, evite programações que tomem o dia inteiro, sem cessar, ou no outro dia o filho poderá estar exausto, e tu também, claro, porque, vamos combinar, quem mais se cansa somos nós, hahahaha.

viagem e filhos

Improvise, se necessário:

Quando a Letícia tinha 3 meses viajamos de carro para Foz do Iguaçu. O carro foi cheio, não caberia uma banheira. E agora? Tentei banhá-la no chuveiro, comigo, mas ela não gostou da ideia. Passei então a limpá-la com paninho molhado em água morna. Deu certo? Claro que sim. Alguém morre por isso? Claro que não. Em outra situação, ela um pouco maior, mas com meses, fomos para Gramado. Resolvi levar papinha pronta para os momentos de fome sem um lugar adequado para preparar uma refeição. Ela comeu? Não, ela detestou, heheheh. E agora José? Estávamos em um restaurante para almoçar e amassei com garfo um pouco da comida do buffet apropriada para ela e ela adorou a ideia. Foi seu primeiro almoço fora, hahahah.

Ah, lembre também de acostumar seu bebê a comer qualquer coisa, até mamadeira em temperatura ambiente. Quando ela já não mais mamava no peito, eu levava leite em pó, comprava água mineral e misturava dentro da mamadeira mesmo e pronto. De maneira bem prática e sem necessidade de fogo ou microondas para aquecer, a refeição estava pronta. Aliás, falando em mamar no peito, isso é vida para os viajantes, porque a comida está ali disponível a todo momento. Portanto, viaje muito enquanto o pequeno ainda mama, rsss.

Resumindo, seja o mestre do improviso e acostume seus filhos a aceitarem com bom humor estas situações inusitadas, afinal, todos estão passeando, de férias, viajando, e isto é demais!

Não esqueça de oferecer água:

Sempre leve contigo uma garrafinha de água e lembre de oferecer ao teu filho de vez em quando, porque estes pequenos muitas vezes só pedem quando já estão com sede e é importante mantê-lo hidratado para que tudo funcione bem, inclusive o intestino.

Alimentação saudável:

Nas viagens é mais comum comermos porcarias, besteirinhas fora de hora, mas não exagere e tente oferecer alimentos saudáveis nas horas das refeições para que a criança não passe mal, não fique enjoada, com vômitos ou constipada, por exemplo. Em todo lugar há frutas e legumes para vender, portanto, capriche na alimentação do teu filho e será possível até um docinho de sobremesa.

Inclua programa para crianças:

Não é porque vais viajar com crianças que tens que ir somente para destinos com parques ou zoológicos, por exemplo. Dá sim para viajar com eles para a Europa, os Estados Unidos ou aquela cidade próxima da tua sem muitas opções infantis. Mas em todo lugar dá para tornar a experiência única também para o pequeno, incluindo coisas divertidas no meio do roteiro que será desfrutado por toda a família. E incentive-o a exercer a paciência e a gostar de atrações não tão infantis assim, como a ida a um museu, por exemplo, para que todos os integrantes se divirtam por igual e sem egoísmo.

E que tal desfrutar de programas inesperados e adequados pelo caminho? Nas caminhadas, se aparecer um playground em algum parque, porque não alterar um pouco a programação e deixar o filho brincar um pouquinho de balanço ou escorrega? O dia ficará mais divertido para ele que continuará o passeio se sentido parte dele.

Viajar por conta nestas horas é vida:

Sempre viajamos por conta própria. Sinto calafrios em pensar que um grupo estará me esperando no saguão do hotel tal hora se estou com filhos pequenos. Imprevistos acontecem e prefiro ter a liberdade de sair ou ficar na hora em que eu quiser. Claro que algumas vezes há passeios com hora agendada, mas isso dá para conciliar perfeitamente sendo precavido e adiantado. Mas viajar sempre em grupo com filhos pequenos talvez não seja uma boa ideia.

viagem em família

Faça ele se sentir parte do planejamento:

Inclua ele em todos os momentos da viagem, inclusive no planejamento. Mostre entusiamo, conte a ele que comprou uma passagem para tal lugar e que verão coisas lindas e maravilhosas, passearão, caminharão, comprarão um brinquedo ou souvenir, comerão fora, enfim, assim ele saberá mais ou menos o que o espera e também esperará por este momento com grande alegria e ansiedade. Ficará feliz mesmo antes das tão esperadas férias.

Desperte o interesse dele por viagens desde cedo:

Não tem como teu filho gostar de viagens e se comportar bonitinho como quem está mesmo feliz e ama viajar se ele não se sente à vontade viajando ou não gosta disto, simplesmente. E a forma de despertar este interesse nas crianças é levando-as desde cedo e fazendo destas viagens momentos únicos e felizes. Caso ele goste, saberá se comportar até mesmo para continuar viajando com os pais. Portanto, caso tu queiras viajar em família, não deixe para tentar acostumar os filhos tarde.

Seguro viagem é indispensável:

Em viagens nacionais nunca fiz, até porque há atendimento médico gratuito em todos os lugares. Agora, nem penso em viajar para fora do país sem seguro viagem. Já contei aqui porque ele é necessário e até obrigatório em alguns países e mostrei, inclusive, como contratar um. Se já não me arrisco viajar sem seguro para mim, imagina para as filhas! Qualquer imprevisto pode acabar com as tuas férias. Portanto, saber que há um seguro para caso de perda ou furto de bagagem ou doença, acidente e outros imprevistos, nos deixa mais tranquilos na hora de pôr os pés na estrada. Faça a cotação do seguro aqui e veja que o valor vale a pena.

Lembre da segurança:

E por falar em seguro viagem, pense também nos itens de segurança como cadeirinhas para o carro, carrinhos confortáveis para os passeios, bebê conforto que já sirva para o carro e para os passeios, pulserinhas de identificação para colocar no punho do pequeno, enfim, planejando a viagem, de carro ou avião, pense no conforto e segurança e não esqueça os itens indispensáveis. Neste site podes ver, por exemplo, modelos de cadeirinhas e bebê conforto para children (os nossos pequenos tesouros).

Faça um check-list:

Eita coisinha irritante é esquecer algo importante e só se dar conta lá longe, não é? Então, para evitar surpresas desagradáveis, faça uma lista com antecedência de todos os objetos indispensáveis a levar. Assim será mais difícil esquecer algo que não poderia ficar de fora. E caso isso aconteça, não estrague a viagem. Improvise ou compre no destino. Lá acima no item “Olhe a previsão do tempo antes”, coloquei um link de um post com um check list. Pode te inspirar ou dar alguma ideia na hora de preparar a lista.

viajar com crianças

Espero, do fundo do coração, mas do fundo mesmo, que estas dicas te encorajam a pegar aquela mala empoeirada lá no armário e se largar pelo mundo levando o essencial: a tua família. Não vais te arrepender, eu garanto. Depois me conta como foi.

Monte a tua viagem aqui:

Agora que já sabes como viajar com crianças de forma mais leve, podemos ajudar a preparar a tua próxima viagem? É só usar os nossos links para planejá-la! NÃO PAGARÁS NADA A MAIS POR ISSO e nós ganhamos uma pequena taxa, ajudando a manter nosso trabalho de pé! 

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este aqui no Booking.

Aluguel de carro: reserve no aqui.

Seguro Viagem: faça o seu aqui e saiba tudo sobre seguro neste aquiPreço ótimo de acordo com nossas pesquisas.

Câmbio (compra de moeda): esta é uma novidade do blog. Através aqui, você pode encontrar a melhor cotação para a compra de moeda estrangeira. Confira!

E não fique por fora das novidades e promoções do Mapa na Mão:

  • Entra lá no Facebook, curta nossa página e convide amigos para curtir também: Mapa na Mão
  • Inscreva-se em nosso canal do YouTube: Mapa na Mão
  • Siga nosso Instagram: @mapanamao
  • E inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG

 

 

 

 

 

 

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, caso vás viajar com crianças, pinando a foto abaixo:

viajar em família com crianças

SalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

Buscando Curtidas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monte sua viagem

Ou nós montamos para você

Michela
Michela
Voltar

Eu sou o Dilamar, Bacharel em Direito, viajante nas horas vagas e não vagas. Sou admirador de viagens rodoviárias, principalmente aquelas bem longas e focadas em regiões montanhosas. E também sou ciclista amador e apaixonado por motos.

Eu sou a Letícia, tenho 14 anos e sou estudante. Gosto muito de pintar quadros, escrever poemas, ler e, principalmente, viajar. Para mim, o mundo é o meu quintal.

Eu sou a Ester. Tenho 26 anos e sou estudante de medicina. Moro em Floripa, sou apaixonada por Paris e frequentadora assídua de São Paulo, mas com os pés sempre em Criciúma, minha cidade natal. Amo sair do lugar, seja por poucos metros ou por muitos quilômetros, e de todas as formas possíveis. Das mais confortáveis viagens de trem às mais insanas viagens de carro. Conhecer o desconhecido me fascina! Viajar é minha maior paixão, mas devo arriscar dizer que sou quase tão apaixonada por montar os roteiros antes de viajar quanto pela viagem em si!

Olá, eu sou a Michela, Bacharela em Direito, pós graduada em Direito Constitucional, colecionadora de ímãs e de viagens. Conheci mais de 20 países, aliás, muito mais do que um dia imaginei conseguir, e vários recantos escondidos bem aqui pertinho de mim. Se canso? Jamais. Isso só aguça ainda mais meu desejo de percorrer este mundão. O que mais amo? Deus, minha família e viajar, claro.