Skip to main content

Como iniciar uma viagem – comprando passagens aéreas

No princípio, era a vontade…

Há viagens que são definidas pelo próprio meio de locomoção. Duvida? Então pegue seu veículo e faça uma viagem até a Cordilheira dos Andes. Depois me conte. Visite Mendoza na Argentina e vá até o Cristo Redentor, que fica na região fronteiriça entre Chile e Argentina. Se tiver um pouco de tempo, pare e apequene-se diante dos pés do Aconcagua.

Avance um pouco mais no seu roteiro e conheça a belíssima capital chilena, Santiago. Leve a família. Ao final você dirá que foi até o Chile, de carro.
Acredite, isso faz diferença. Falarei sobre o assunto em outro post.

Sei que há viajantes que gostam de avião. Mas, para mim, viajar de avião é … apenas viajar de avião. É algo meio nonsense, que perde a graça lá pela terceira ou quarta viagem, quando você começa a perceber que as poltronas são estreitas e bem desconfortáveis. Mas sem o avião não se chega ao destino, a menos que você esteja disposto a aventuras marítimas ou terrestres, ou disponha de recursos para viajar de classe executiva. Nós damos dicas aqui de como fazer uma viagem de avião mais confortável.

A parte aérea geralmente é o evento mais doloroso para o seu bolso. Se as decisões certas não forem tomadas, você terá um rombo no seu orçamento turístico ou simplesmente vai ficar em casa. Simples assim. Procure então minimizar este impacto e não estará quebrado ao fim da viagem dos sonhos.

como-comprar-passagens-aéreas-promoções
Alguns conceitos vão lhe ajudar.

Comprando passagens aéreas:

Flexibilidade. Seja flexível com seu roteiro. Acredite, se não for agora, aquele tão sonhado destino vai pintar no futuro e aí você vai até lá. Aproveite para viajar para o destino mais barato, aquele que surgiu agora e que não é, ora bolas, uma má escolha. Um exemplo deixa mais claro: imagine que você quer conhecer Paris (e quem não quer?). Bom, Paris está na Europa e lá também tem Madri (moderna), Barcelona (imperdível), Lisboa (tudo mais acessível), Nice (do ladinho de Mônaco, einnnn?????), Roma (que tal conhecer o Vaticano e o Coliseum?), Veneza… Então, se não está encontrando bons preços de passagens para Paris mas está disposto a cruzar o Atlântico, coloque outras cidades no seu portfólio. Para mim é a grande sacada para fazer uma bela viagem: flexibilidade.

Primeiro, consulto as passagens aéreas em promoção e só depois defino as principais cidades do meu roteiro.

Stopover. Basicamente, é intercalar um destino intermediário na sua viagem, sem custo adicional. É mais comum do que você imagina. Basta aproveitar. Para entender: em 2013 encontrei ótimos preços e estive na Terra Santa. O voo não foi direto. Na verdade foi uma longa e cansativa viagem, passando por mais de uma cidade nos Estados Unidos. Minha passagem foi pesquisada a partir do Rio de Janeiro, com escala em Atlanta (Estados Unidos) e stopover em Nova Iorque (Estados Unidos). Depois de três dias hospedados em Nova Iorque é que viajamos de lá para o Oriente Médio. A volta foi o mesmo périplo: escalas em Nova Iorque e Atlanta, e de lá para o Brasil até o Rio de Janeiro. Do Rio pegamos o voo para Florianópolis. Cansativo? Sim. Agora, quem disse que viajar não cansa?

Aproveitei duas regiões bem distintas e distantes com o preço (que foi ótimo) de uma única passagem.

Um outro exemplo: em 2014 conheci Lisboa e algumas cidades na Itália. Meu voo saiu de Campinas com destino a Lisboa, onde fiquei por alguns dias. Depois, sem te que pagar mais por isso, peguei o voo da mesma companhia aérea e fui até Roma.

Ponto de partida. Não se limite. Com poucas exceções, as promoções aéreas dificilmente alcançam cidades do interior (claro que morar na capital tem que ter alguma vantagem, certo?). Geralmente tudo surge das capitais e às vezes só das grandes capitais. Então, não fique triste porque não há promoções de seu município de cem mil habitantes, que fica a trezentos quilômetros da capital.

Faça sua pesquisa a partir dos principais centros e só depois resolva o voo interno. A operação envolve certos riscos (se um dos voos atrasar você está lascado) e precisa ser bem calculada para não lhe dar dor de cabeça. O exemplo da viagem a Terra Santa: meu voo foi comprado com partida do Rio de Janeiro (a promoção era exclusiva para voos saindo de lá). Após garantir o ótimo preço promocional, comprei o voo interno (Florianópolis-Rio-Florianópolis), pois moro no interior de Santa Catarina.

Ponto de chegada. É consequência da regra anterior. Você não precisa pegar um voo a Paris para conhecer a cidade-luz. O grande custo aéreo para conhecer Paris está em cruzar o Atlântico e pousar em alguma capital europeia próxima. Então, se há promoção para Madri, na Espanha, e você não abre mão de conhecer Paris, não deixe de aproveitar a oportunidade. Compre logo a passagem promocional e depois resolva como vai chegar até Paris. Pegue um voo low cost (companhias aéreas de baixo custo) ou um trem de alta velocidade (minha preferência) e alcançará fácil, fácil Paris. Há também outras opções: alugar um carro e o velho e bom busão.

Múltiplos destinos. Se sua viagem envolve a locação de veículo, usar a opção múltiplos destinos nem sempre é vantajoso. Lembre-se: devolver o carro em cidade diferente da que foi retirada envolve o pagamento de taxa de devolução. Se tiver aluguel de carro na jogada, pense e calcule bem antes de fornecer o número do cartão de crédito na compra da passagem aérea, pois talvez seja melhor ter um único ponto de chegada e de partida.

Prontidão. Esteja sempre com a mala pronta. Seja uma sentinela na compra de passagens aéreas. Promoções surgem da noite para o dia e acabam rápido, muito rápido. Então, esteja disposto a decidir na mesma velocidade. Minha viagem à Terra Santa foi assim: do nada surgiu a promoção. A decisão foi tomada, a data escolhida e a passagem comprada. Se esperar para travar longas conversas, discutir, refletir e fazer contas… acabou a promoção!

Essas regras valem para destinos nacionais e internacionais e funcionam como orientação na hora de decidir para onde ir e como ir. Não são regras absolutas: apenas ajudam a refletir sobre as oportunidades surgidas. E assim, fica mais fácil economizar e comprar suas passagens aéreas.

No próximo post vou escrever sobre a compra de passagens e a escolha de buscadores (há vários na internet) Que tal este sobre como encontrar passagens promocionais?

Agora que já sabes como iniciar uma viagem comprando passagens de maneira mais prática e barata, quer nos ajudar a manter o Mapa na Mão funcionando? É só usar os nossos links para planejar sua viagem! Você NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO e nós ganhamos uma pequena taxa, ajudando a manter nosso trabalho de pé! 🙂

Hotel ou apartamento: reserve o seu por este link no Booking.

Aluguel de carro: reserve no Rentalcars.

Seguro Viagem: faça o seu aqui e saiba tudo sobre seguro neste postCom certeza, ótimos preços.

Câmbio (compra de moeda): esta é uma novidade do blog. Através deste link, você pode encontrar a melhor cotação para a compra de moeda estrangeira. Confira!

E não fique por fora das novidades e promoções do Mapa na Mão:

  • Entra lá no Facebook, curta nossa página e convide amigos para curtir também: Mapa na Mão
  • Inscreva-se em nosso canal do YouTube: Mapa na Mão
  • Siga nosso Instagram: @mapanamao
  • E inscreva-se no nosso blog ali ao lado onde está escrito: ASSINE NOSSO BLOG

Você pode salvar este texto no seu Pinterest para futuras consultas, pinando a foto abaixo:

Dilamar.

SalvarSalvar

2 thoughts to “Como iniciar uma viagem – comprando passagens aéreas”

    1. Essa inflação realmente tem diminuído muito o nosso poder de compra e de viagens :/ mas a vontade é tanta que vamos dando nossos pulos para conseguir continuar viajando, hehe! Uma ótima saída é optar pelos lugares não tão caros e cuja moeda não se valorizou tanto em relação à nossa 🙂

Oi! Tem alguma dúvida, sugestão, dica ou comentário, deixe aqui para nós e viajemos juntos!

%d blogueiros gostam disto: